Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Setembro, 2007

Lindinhas

            colheres engraçadas

por Claudia Midori

Anotei o nome da loja em algum lugar. Só que guardei o papel tão bem guardado que não recordo o nome da loja, nem sei onde guardei o cartão… enfim, vou dever o nome da loja até achar (e procurar) na bagunça que está meu quarto. A única coisa que sei dizer é que a loja fica no shopping Harbour City. As outras fotos coloquei no meu flickr.

Read Full Post »

Cura tudo

do site Corpo Perfeito 

Conhecida por suas capacidades como estimulador imunológico, estimulador da mente, protetor do coração, aliviador de estresse e estimulador da libido, as funções do ginseng são muitas.Existem diversas variações do Ginseng, e algumas são melhores do que outras. Quando você escuta a palavra ginseng, normalmene as pessoas querem dizer panax ginseng, também conhecida como ginseng chinesa, ginseng coreana ou ginseng asiática.

Muitas pesquisas já foram feitas sobre o Ginseng, as quais tem demonstrado efeitos impressionantes. O Ginseng tem demonstrado elevar o “astral”, aumentar a energia e fornecer um sentimento de bem estar para aqueles que suplementam com esta erva.

Tem sido também muito usado como tônico, estimulante e regenerador há anos. Estudos conduzidos por cientistas chineses descobriram que o Ginseng tem características anti-envelhecimento devido a sua habilidade de remover substâncias químicas tóxicas que causam envelhecimento do corpo.

Malhadores e esportistas podem usar esta erva para aumentar a energia e resistência através das seguintes ações:

  • Melhora a circulação através do aumento e absorção do oxigênio
  • Estimula a sensação física e retarda a fadiga mental e física
  • Incita a liberação de insulina e diminui os níveis de açúcar no sangue para estabilizar a energia

Ginseng é a erva mais famosa da China, e vem sendo usada neste país há mais de 7 mil anos. É conhecida como a erva panax, que se traduz “cura tudo”. Esta erva se tornou o símbolo de saúde, força e vida longa para muitos.

Read Full Post »

                            Festa da Lua 

por Claudia Midori

Dia 25 de setembro foi comemorada a Festa da Lua na China. Vocês lembram que falei do mooncake num post de quando estava em Hong Kong? Esta festa comemora o décimo quinto dia de agosto do calendário lunar de cada ano.

Minha professora (lao shi Daphne) de mandarim explicou na última aula a história de mais de dois mil anos! Nesse dia, os chineses reunem-se com seus familiares e jantam juntos à noite, comendo bolos da lua (os mooncakes) e apreciam a Lua. Eles acreditam no dia, a Lua vai estar mais redonda e brilhante do que nos outros dias do ano, pena que não vi a lua na terça-feira… Os chineses acreditam que a festa é de união entre amigos e familiares, além de ser o segundo maior festival da China, o primeiro é o Festival da Primavera, tanto é verdade, que vi Hong Kong e Macau com as ruas e praças enfeitadas vinte dias antes do grande dia.

Diz a lenda: “Em uma época distante, havia 10 sóis no céu que faziam o povo sofrer de fome e sede. Um dia, um homem que se chamava Hou Yi (后羿) decidiu tirar nove destes sóis e, com o trabalho dele, conseguiu a paz para o povo e tornou-se rei. Mas, Hou Yi virou uma pessoa má, obstinado e vingativo, que roubou uma poção que dava a ele a imortalidade. Sua esposa, Chang E (嫦娥), não conseguia agüentar mais o marido, nem ver o povo sofrer com suas crueldades. Resolveu roubar a poção do marido e tomá-la. Com o efeito da poção, Chang foi para a lua, onde havia um palácio, uma cerejeira e um coelho – sua única companhia”.

Descobri que o símbolo era a lua com uma mulher “voando” que fotografei em Macau. Cheguei a comentar no blog que achava exagerada a procura do mooncake, além do preço dos bolinhos de farinha, água e ovo, mas parei para pensar um pouco sobre a comemoração e feriado na China. A realidade é que a busca dos bolinhos da lua é a mesma correria que faço quando vou comprar panetone no Natal e ovo de chocolate na Páscoa! Aliás, é comum eles trocarem mooncakes entre a família.  

Read Full Post »

27 de setembro de 2007 (Bibliomed)

Os benefícios para a saúde dos grãos integrais, como aveia, semente de linhaça, farelo de trigo, gérmen de trigo e gergelim, vão além do coração, ajudando a reduzir o risco de condições inflamatórias como a artrite, segundo pesquisadores da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos.

De acordo com especialistas os grãos integrais, além de serem ricos em fibras, vitaminas e minerais, possuem propriedades que ajudam a prevenir uma série de doenças, principalmente cardiovasculares. A nova pesquisa sugere que esses alimentos podem também reduzir inflamações, ajudando a prevenir doenças como a artrite, doença inflamatória crônica que afeta as articulações.

Em um estudo que envolveu quase 42 mil mulheres na pós-menopausa, com idades entre 55 e 69 anos, os especialistas observaram que aquelas que comiam mais grãos integrais eram 33% menos propensas de morrer de uma doença inflamatória, em um período de 15 anos. Os resultados foram publicados na revista científica American Journal of Clinical Nutrition.

Na pesquisa, as mulheres preencheram questionários sobre sua alimentação e estilo de vida. Entre aquelas que comiam 11 ou mais porções por semana o risco de morte por artrite, por exemplo, era um terço menor do que aquelas que raramente consumiam esses grãos. Por isso, os pesquisadores recomendam às pessoas “incorporar mais alimentos com grãos integrais de qualquer tipo em suas dietas”.

Fonte: Pharmacy Times – Agosto 2007

Read Full Post »

Azeite antibarriga

publicado na revista Saúdepor Regina Célia

Basta um fio dourado do óleo da oliva para que aquela torrada dura e seca ganhe textura macia e sabor especial. Uma outra transformação ocorre no seu organismo, mais precisamente no abdômen, quando você consome o azeite: ele impede o depósito de gordura bem ali, na linha da cintura. Parece um contra-senso, já que o alimento é dos mais calóricos — cada grama oferece cerca de 9 calorias. Mas a descoberta é séria: o sumo das azeitonas evita mesmo a barriga indesejada.

Quem assina embaixo são cientistas de diversas universidades européias. Juntos eles publicaram seu trabalho no periódico Diabetes Care, da Associação Americana de Diabete, em que compararam exames de imagem de voluntários, antes e depois do consumo do óleo. E observaram que esse bom hábito diminuiu os depósitos de banha no abdômen. Diga-se: o ideal seria que você consumisse duas colheres de sopa por dia do ingrediente para obter seus benefícios.

No fundo, o mérito é todo da gordura monoinsaturada, que predomina no azeite. Se ela já era festejada por varrer o colesterol ruim das artérias, agora os médicos têm ainda mais motivo para cobri-la de elogios. Isso porque estão empenhados em acabar com as barrigas avantajadas — e não tem nada a ver com questões de beleza. “A gordura visceral, justamente aquela da cintura, produz substâncias que dificultam a ação da insulina, o hormônio produzido pelo pâncreas que ajuda a glicose a entrar nas células. Ou seja, barriga grande pode levar ao diabete do tipo 2”, explica o endocrinologista Márcio Mancini, presidente eleito da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica, Abeso. O diabete, ao lado da pressão alta, do colesterol, dos triglicérides alterados e, de novo, da tal barriga, é o componente básico de um mal que mata — a síndrome metabólica. O azeite, no entanto, ajuda a quebrar esse círculo nefasto.

Muito, muito antes de se estabelecer qualquer relação do azeite com a barriga — antes até mesmo de se ter certeza de que barriga prejudicaria o coração —, cientistas já observavam que os maiores consumidores do alimento estavam protegidos de males cardíacos. Os povos do Mediterrâneo, que historicamente regam seus pratos com esse óleo, parecem mais distantes da ameaça de infarto. Claro, é preciso considerar que também se esbaldam em verduras, frutas e peixes, outros guardiães dos vasos. Nenhum desses alimentos, entretanto, compete com o azeite na preferência de gregos, italianos e espanhóis. “Muitos deles têm o hábito de tomar uma colher do óleo em jejum”, conta o bioquímico Jorge Mancini, professor da Universidade de São Paulo (USP), que esteve na Espanha para pesquisar o assunto.

Para o nutrológo e cardiologista Daniel Magnoni, do Instituto de Metabolismo e Nutrição, que fi ca na capital paulista, uma vantagem da chamada dieta do Mediterrâneo é que a gordura monoinsaturada vinda da oliva ocupa o espaço das temidas trans, presentes nas margarinas, e das saturadas, que estão nas carnes vermelhas. “Diferentemente da mono, que faz as taxas do mau colesterol despencarem, a dupla tem relação com a subida do LDL”, diz.

Read Full Post »

Pesquisadores do país africano transplantaram embrião da ave entre os ovos.
Experimento ajuda a entender desenvolvimento animal e preservação de espécies.

da EFE 

Uma equipe de cientistas marroquinos conseguiu fazer com que um pato nascesse em um ovo de galinha usando a técnica da transferência embrionária, informou hoje a imprensa local.

“Essa primeira experiência demonstra que a transferência embrionária deixou de ser um monopólio adaptado apenas para os mamíferos. Também pode abranger o mundo das aves”, declararam os dois especialistas.

Segundo o jornal “Libération”, a experiência do doutor em biologia Zinelabidine Aghezzaf e do engenheiro agrônomo Driss Azizi “foi um grande passo” e “pode abrir o caminho para os pesquisadores especializados em genética aviária ou em outras áreas de aplicação prática, como as novas medidas biotecnológicas de produção”.

Além disso, a publicação informa que a originalidade da pesquisa está no fato de ter sido realizada com duas famílias de animais diferentes, a dos palmípedes (patos), e a das galináceos. Por isso, destaca-se que também contribuirá com o progresso científico, “com o objetivo de preencher grandes lacunas em diversas investigações relacionadas à embriologia aviária, com relação às espécies ameaçadas ou em vias de extinção”.

Read Full Post »

          Leitinho  
Fórmula tem três vezes mais melatonina do que o leite normal. Novidade só vai chegar às prateleiras em novembro.

Do G1, no Rio, com informações da AFP

Cientistas japoneses criaram um leite especial para adultos. A invenção da Nakazawa Foods tem até três vezes mais melatonina do que um leite normal e com base nisso promete combater o estresse. Cada garrafa de 900ml vai custar o equivalente a R$ 80. Vendas a partir de novembro.

(Foto: AFP)

Read Full Post »

Older Posts »