Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Tô na dúvida se volto’ Category



Embora o Dia de los muertos esteja longe, em novembro, e seja comemorado com muita festa, principalmente no México, o restaurante Viva México parece abandonado.

Vou logo avisando que não sou fã de comida mexicana. Fui ao restaurante com o pessoal do trabalho mais por curiosidade que pela vontade de comer tacos, quesadillas e outras cositas más.

No dia anterior de nossa visita, o curioso Fernando Souza resolveu procurar no google as críticas construtivas sobre o local. Apesar de conscientes das longas reclamações no site do Guia da Semana, teimosos (!), fomos ver pra crer que o atendimento poderia ser mil vezes melhor, que o cardápio podia ter ilustrações, e que a comida podia ter um pouco mais de pimenta e a carne menos queimada.

Aqui vale uma ressalva…

A garçonete não sabia explicar como eram os pratos! Parecia mais perdida que a gente. Coitada, ficou confusa com tanta gente, que não sabia quem já havia pedido. Mas, ela nem se deu ao trabalho de perguntar o que cada um queria. Ficou parada, como uma muerta, olhando para nós como quem diz:

– O que eles estão fazendo aqui!?!

Detalhe para a cara de desânimo da Talita

Embora tenha ido ao restaurante sem grandes expectativas, adorei meu pedido – a Carne Norteña (R$ 27,50).

O prato serve bem duas pessoas que comem pouco (as que comem bem comem tudo, como eu fiz). Além da carne e da salada, acompanha ainda tortillas (que foram devoradas pelo Edney) e arroz mexicano (um arroz duro e temperadinho).

Não vou comentar os pedidos de cada um. Separei algumas fotos no flickr com as outras comidinhas. (PS: Identifiquei as fotos e coloquei os preços)

Viva México
Rua Fradique Coutinho, 1122, Vila Madalena

Anúncios

Read Full Post »

Road Burger

                  Batata bravo

por Claudia Midori

Depois de elogiar dois lugares adoráveis, chegou a hora de escrever sobre o Road Burger. Saí de lá com a certeza de que fiz a escolha errada para meu almoço de sábado, dia 23.

Embora a casa seja linda, o ambiente agradável, a comida deixou bem a desejar. Também não posso esquecer que por mais de uma vez precisei levantar o braço, mostrar o cardápio para ser atendida.

O melhor pedido da casa é a Batata Brava – que é assada com alho, catupiry e bacon! R$ 14,80 a porção

De entrada pedimos meia porção de onion rings e a batata citada acima. Meu namorado pediu cerveja e eu Coca-Cola. O refrigerante veio muito sem gás, sem nada de gás. Reclamei pro garçom, que respondeu:

– É assim mesmo! Todos os clientes que pedem refrigerante reclamam!

Bateu um belo desgosto de estar lá. Terminada as porções pedimos os lanches. Escolhi o Harley-Davidson – o lanche é gostoso, mas tinha cheddar demais e o hambúrger estava queimado, dá até para ver pela foto o queimado! Com cheddar demais, tirei tudo no meio do lanche, a combinação do lanche com a batata recheada é bem pesada, melhor optar por não ter a entrada ou montar seu lanche – isso é possível no lugar.

   Queimado

Meu namorado preferiu o Royal Enfield – hambúrger de linguiça calabresa, cebola frita, queijo emmenthal e molho mexicano (molho agridoce) servido no pão francês redondo. Acompanha onion rings. R$ 14,60 

O lanche não caiu bem… o Anderson passou mal o resto do dia.

Balanço final: Não recomendo o Royal Enfield e o refrigerante sem gás!!!

PS: Estavam arrumando a máquina de refrigerante, mas mesmo assim continuou sem gás. Acabei pedindo um suco de abacaxi com hortelã que veio super grosso… intragável!

Road Burger
Rua Ibipetuba, 204, Mooca
www.roadburger.com.br

* Se estiver na Mooca, troque o Road Burger pelo El Café. Irá comer lanches ou empanadas deliciosas e tomar um refrigerante geladinho com gás!!!

Read Full Post »

por Claudia Midori

                    Objeto depois identificado

Não escrevi no post Um sábado daqueles sobre a Pizza Hut para não ficar muita reclamação junta. Ontem o Anderson leu meu post e sentiu falta do post sobre a Pizza Hut (almoçamos no Banri e jantamos na Pizza Hut da Bandeirantes, em São Paulo) e a sobremesa com um pedaço do rótulo de um vinho.

Isso mesmo. Pedi um brownie premiado, premiadíssimo. Depois de dividirmos uma pizza (R$ 44) muito boa, eu, a Rê e o Anderson terminamos a noite com “a” chave de ouro. Quem lê o blog com mais frequência ou me conhece, sabe que não gosto de pizza – mas abro uma exceção para a Pizza Hut…

Cada um pediu uma sobremesa diferente. Eu pedi um sundae brownie (R$ 14,90). O Anderson pediu um pudim (R$ 9,90) e a Regina pediu um Hut Brownie (R$ 12,90). Nenhum dos dois encontraram objetos estranhos na sobremesa, só eu. Só comigo acontece essas coisas.

Na fotinho no começo do post tem o pedaço de plástico do rótulo de vinho que estava no meio da sobremesa… pena que a foto tenha ficado fora de foco, mas é melhor assim, algumas pessoas não gostariam de ver a “surpresinha” que tive.

Quem se interessar, pode ler o post em que a Regina também fala do atendimento no local. 

Read Full Post »

            Banri e o quadro que o garçom não conhecia

por Claudia Midori

Se tivesse escrito no sábado ou domingo, com certeza, o post teria o título: Um dia de fúria. Mas hoje é segunda, está chovendo e o frio parece que veio para ficar. Uma boa noite e dia de sono me deixaram mais calma, menos irritada com o péssimo atendimento do Banri.

Creio que o Banri deveria ganhar a placa do Conchetta, no Bixiga:

Lembre-se: O cliente é a razão da existência do seu trabalho. Atendê-lo bem faz parte de um processo de comunicação que deve ser eficiente e cordial.

Não sei exatamente por onde começar. Na verdade, reclamar! Sexta-feira, dia 18, liguei para fazer a reserva para sexta. Fui informada que “não precisava”. Sábado de manhã faço mandarim no bairro e colégio próximo ao Banri. Eu e meu namorado costumamos tomar café da manhã no Café do Sol, mas no sábado resolvi tomar no Banri. Não me arrependi. O pão de batata com requeijão estava gostoso, embora quase frio. O suco de laranja, apesar de morno, mesmo com o tempo gelado, ficou refrescante com uma pedra de gelo.

                           Veja que aqui aparece que eles fazem reserva aos sábados

Perguntei novamente se precisava fazer a reserva, mas fui informada que não fazem reserva aos sábados. Acima, peguei esta imagem do clipping que o Banri tem no site deles. Reparem que diz ter reserva aos sábados.

Do café, fomos para a aula. Depois, às 12h, fui ver uma exposição de artes no Hakka, na rua São Joaquim. A mostra está na programação de comemoração da 3ª Festa, promovida pelo JCI Brasil – China! E é aqui que entra a minha revolta. Fui ver a exposição no Hakka – e – conversei com um sujeito do JCI sobre a exposição e uma caneca com um rato estampado, o mesmo ratinho do logo do 3ª Festa do Ano Novo Chinês. A caneca vai custar R$ 10 e será vendida na festa, dia 26.

Da exposição fui para o Banri ficar na fila à espera de uma mesa para três pessoas. No instante que eu olhava para o relógio para saber quanto tempo esperaria, vejo os integrantes do JCI (que estavam na exposição) cortando a fila. Fui conversar com o Marcelo, o gerente do Banri. Escutei dele:

–  Eles já estavam aqui e já fizeram o pedido!

Pois é, mentira tem perna curta. E como!!!

               seu nariz cresceu um pouco no sábado

Marcelo, acima a fotinho de uma das obras de arte em exposição no Hakka.

Na fila ainda escutamos que sábado era um dia cheio e devíamos esperar. A Regina fez uma cara… mas pelo post dela dá para entender que nosso almoço no Banri começou com o pé esquerdo.

Depois de dizer para o Marcelo que havia visto o pessoal anteriormente, a mesa saiu rápido. Um pouco mais rápido… se não tivesse visto as pessoas passando a nossa frente teria sido diferente, bem diferente!

O cardápio do local traz uma informação interessante. Banri significa grande muralha, alusão à Grande Muralha da China, conhecida como uma das sete maravilhas do mundo.

Mudando do atendimento para o cardápio

Sobre as bebidas a Regina já comentou que não gostei do Vanilla Coke, mas isso é super pessoal. Eu detestei. O Anderson e a Regina gostaram. Em relação à comida, posso dizer que é boa, mas que destoa do atendimento do dia. Pedimos o lombo frito com molho de laranja. No cardápio ele custa R$ 23, mas na lousa que está na entrada do estabelecimento está R$ 20. O lombo e o yabifum foram aprovados, diferente do atendimento. O primeiro garçom que atendeu a gente nem sabia do 3ª Festa do Ano Novo Chinês.

Meu post termina com um trecho que copiei do cardápio especialmente para cá:

“Ampliado e modificado, traz na sua essência o mesmo rigor e respeito no atendimento aos clientes”.

Banri, xie xie para vocês também, mas em algum lugar vocês se perderam. Além disso, perderam o respeito pelo atendimento aos clientes.

*Xie xie

* significa obrigado

Outras fotos

Read Full Post »

por Claudia Midori

Para não ficar um post muito grande, resolvi colocar no post anterior uma notícia sobre as terríveis baratas e contar o que vi na sexta e sábado.

Sexta, dia 07, fui com a Carol no Astor, na Vila Madalena. Ficamos pouco tempo lá, estávamos num happy hour no Casa Club (lugar que vou falar depois), creio que ficamos uma hora, não mais que isso. Tempo suficiente para tomar um refrigerante… já tinha tomado muita cerveja e comido. Fui no banheiro e vejo três baratas grandes (sem exagero) caminhando para a cozinha lentamente. Parecia a família baratinha a caminho do jantar! Um horror!!! Avisei um dos garçons e fomos embora.

No sábado, estava com meu namorado no Jig´s, do shopping Ibirapuera, e o que temos na mesa? Uma baratinha (essas mais finas e de “cozinha”, mas de médio porte)! Sim, uma barata do lado do lanche!!! Pode um absurdo desse? Puxei o garçom com tudo e mostrei para ele. O sujeito olhou e chamou outra pessoa que já veio com um perflex para matar a dita cuja. A fome passou na hora!

Enfim, baratas na cozinha não dá!!!

Read Full Post »

por Claudia Midori

Para variar um pouco e dar uma olhada nas roupitchas bacanas de umas lojas da Vila Madalena, eu e a Carol trocamos os restaurantes de Pinheiros pelo do outro bairro.

Fomos a dois restaurantes que não agradaram. Resolvemos olhar as roupas para comer depois. Numa das lojas acabei comprando uma Coca-Cola gelada na Reciclamundo. O calor era tanto que nem me importei de pagar R$ 3 por uma latinha de Coca – era melhor matar a sede!

Das lojinhas fomos comer. Acabamos na Feira Moderna, na rua Fradique Coutinho. Pedi uma tapioca de carne seca com requeijão (R$ 5,50). A Carol preferiu o lanche de filet de frango (R$ 9,50). A razão da categoria ser “Tô na dúvida se volto” é porque achei a tapioca de massa grossa, embora bem recheada. O problema é que a tapioca esfarelou, tinha pedaços que tinha a farinha, não gostei muito. Acho a da feira (perto de casa) melhor e mais barata!

A Carol deu a primeira mordida e disse que o lanche do Praça é melhor. O Praça é uma lanchonete perto do nosso serviço, na frente da Fnac Pinheiros, que faz os lanches com uma maioneses temperada que é MUITO boa! Enfim, talvez volte para provar outra comidinha ou ver as roupas da lojinha.

Feira Moderna
Rua Fradique Coutinho, 1246
Tel.: 3032-2253
cafe@feiramoderna.com.br

domingo – quinta, das 10h às 23h
quinta – sábado, das 10h às 1h30

** Vou dever as fotinhos pq esqueci a câmera em casa hoje

Read Full Post »

por Claudia Midori

E se arrepende! Voltei de viagem faz poucos dias e não estou completamente adaptada ao fuso horário. Sábado de manhã fui para aula morrendo de sono, aliás, passei o sábado inteiro com sono e cansada…

Almoçamos (eu, meu namorado e a Regina – nossa amiga que fala de bebidas!) no Kin Lin. Adoro o restaurante de comida chinesa simples e barata. Era 14h, só tinha a gente, acho que fomos os últimos clientes do dia… mas fomos tratados muito bem!!! Sempre fomos, é a sexta ou sétima vez que volto ao Kin Lin, mas não é de lá que vou contar.

Super empolgada com o atendimento que tivemos no Elídio Bar, na Mooca, convenci a Regina a jantarmos lá. Chegamos no bar, poucas pessoas, apenas um casal na parte coberta do bar e a televisão ligada no SOS Espiritual!!!! Bom, com a novela no fim, quero saber quem matou a Thaís!!! Vocês sabem que curiosidade mata…

Então, pedi para que mudassem para a Globo, mas o garçom disse que não podia. Disse até que não tinha Globo, rs! Só que vi o JN todinho da outra vez de lá, assisti até a novela com o Sr. Félix fazendo comentários sobre ela. O problema é que o garçom simpático não estava e a noite foi uma desgraça.

A começar pela cara feia do garçom. Cara feia é fome! Trouxe as bebidas com má vontade, queria saber logo o nosso pedido, foi um desastre o atendimento. O rechaud estava próximo da gente, foi gordura na Regina, gordura nas bolsas, um saco!

Enfim, para não ser muito chata, só quis deixar registrado aqui que alguém pode ter lido meu post anterior sobre o bar e querer conhecer – e sair decepcionado como saí. Vá, a cerveja é boa, mas o atendimento do Sr. Félix é melhor que os demais!!!

Read Full Post »