Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Camila’ Category

Por Camila Verbisck

Este sábado, eu e as minhas co-autoras do Comidinhas conhecemos um dos points mais concorridos de comida nordestina em SP. É que depois de muito combinar e pouco dar certo, finalmente fomos no Mocotó, que está entre os mais comentados restaurantes regionais da capital paulista.

E a comida é mesmo muito boa! E olha que quem foi degustar foram duas descendentes de nordestinos, a Jaci (por parte de mãe) e eu (por parte de pai).

A música, a decoração e a disposição das mesas dão todo um ar nordestino ao lugar, que tem jeito de boteco popular, só que com comidas muito apetitosas. O serviço também é muito bom, a informalidade e a simpatia são a marca registrada do lugar. Até o chef, o Rodrigo (que é um fofo), passou pelo salão enquanto a gente estava comendo. Não sei porque a Claudia não foi apresentar a gente para ele, ela já tinha mandando e-mail para ele falando que a gente ia aparecer por lá um dia.

Ontem nós não resistimos ao baião de dois (R$ 10,90 a porção grande) e à carne de sol assada com pimenta biquinho e alho assado (R$ 16,90) acompanhada de mandioca chips. Para fechar, cada uma escolheu uma sobremesa: eu comi sorvete de rapadura (R$ 4,90), um sorvete simples, mas que deixa a Häagen Dasz no chinelo; a Jaci experimentou um pudim de tapioca com leite de coco e leite condensado com calda de coco queimado (R$ 5,90), porque ela está com vontade de fazer em casa, só que dá muito trabalho; a Claudia, que era a nossa motorista, desafiou a Lei Seca e comeu o mousse de chocolate com cachaça (R$ 5,90) (brincadeirinha srs. autoridades, a cachaça não chegava ao nível do inaceitável no bafômetro…)

Vou levar meu pai lá, com certeza! Nem em Recife comi uma comida regional tão boa. 

O único detalhe é que ele fica bem escondido, na Vila Medeiros, na Zona Norte, para chegar lá sem se perder só existem duas opções, ir com alguém que conhece o lugar (no nosso caso, a Jaci) ou um bom GPS!

Fotos: Claudia Midori, veja mais no flickr

Mocotó
Avenida Nossa Senhora do Loreto, 1100
Vila Medeiros
Tel. 2951-3056

Read Full Post »

por Camila Verbisck

Hoje recebi um e-mail convidando para dois almoços esta semana, que fazem parte do projeto Sabores de São Paulo, da Prefeitura da cidade. A idéia é degustar, em um espaço do Mercadão, o Mercado Gourmet, receitas feitas pelos chefs dos mais renomados restaurantes de São Paulo

Na sexta-feira, Tony Farah, do Bar Providência, será responsável pelo Supremo de Frango e Camarão Grelhado ao Molho Curry e Abacaxi com Arroz de Coco.

No sábado, a chef Sandra Romansini, do Ponteio Grill, cozinhará uma Paella Galdería.

Os dois almoços tem horário marcado para às 11h30 e a inscrição é pelo e-mail saboresdesaopaulo@prefeitura.sp.gov.br ou pelo telefone (11) 3313-1326.

Estou pensando em ir no sábado, alguém se habilita a ir comigo?

 

Read Full Post »

por Camila Verbisck

Eu adoro queijo! Aliás, é realmente difícil encontrar quem não goste.

Por curiosidade, fiz uma pesquisinha sobre alguns queijos famosos e a diferença no preparo deles.

Divido aqui com vocês: 

Queijos franceses

Queijo Camembert
O Camembert é um queijo francês macio e cremoso. Seu nome vem da vila de Camembert. Quando fresco, o Camembert tende ser esfarelento e é relativamente duro, porém caracteristicamente amadurece e fica com sabor forte quando envelhece. 

Queijo Brie
O Brie é um queijo macio feito de leite de vaca. Seu nome vêm da província da França chamada Brie, da qual é originário. O Brie tem cor pálida, é bem macio e com sabor forte. 

Queijo Roquefort
O Roquefort é um queijo do sul da França de sabor forte feito de leite de ovelha. O Roquefort é branco, esfarelento e levemente úmido, com veios característico de matriz azul. Esse queijo tem odor forte e sabor característico notável do ácido butírico. Roquefort não tem casca, e seu exterior é comestível e levemente salgado.

Queijos ingleses

Queijo Cheddar
O Cheddar é um queijo amarelo pálido, com sabor pronunciado, originário da vila inglesa de mesmo nome.

Queijo Cottage
O queijo Cottage é uma coalhada de queijo com sabor suave. Ele é drenado, mas não prensado, então fica algum soro de leite. Cottage não envelhecido.

Queijos Holandeses

Queijo Edam
O Edam é um queijo holandês que é tradicionalmente vendido como esferas com interior amarelo claro e camada vermelha ou amarela.

Queijo Gouda
O queijo Gouda é feito de leite de vaca que é cultivado e esquentado até que a coalhada separe-se do soro. 

Queijos suíços

Queijo Emmental
O Emmental é um queijo amarelo, duro e com grandes buracos característicos. Ele tem um sabor picante mas não muito forte. Geralmente é conhecido apenas como queijo suíço.

Queijo Gruyère
O queijo Gruyère é amarelo e feito de leite de vaca. O nome vem da cidade de Gruyères na Suíça. Ele é duro, levemente salgado e picante. Quando totalmente maturado (três a doze meses) tende a ter pequenos buracos.

Queijos italianos

Queijo Gorgonzola
O Gorgonzola é um queijo da Itália com riscos azuis, feito de leite de vaca. Ele pode ser firme ou amanteigado, esfarelento e bem salgado.

Queijo Mussarela
A Mussarela é um queijo fresco italiano feito de leite de búfala ou de vaca. 

Queijo Parmesão
O parmesão é feito de leite de vaca coletado imediatamente após a ordenha e parcialmente desnatado pela gravidade.

Queijo Provolone
O provolone é um queijo de leite integral de vaca com uma pele macia. Ele é produzido principalmente nas regiões da Itália da Lombardia e Veneto. 

Queijo Ricota
O Ricota é um queijo italiano feito do soro resultante da fabricação de queijos como mussarela e provolone. O Ricota tem textura similar ao queijo cottage, porém consideravelmente mais leve.

Queijos brasileiros
Os queijos do Brasil incluem: Queijo de Minas, Prato, Catupiri e Requeijão.

A fonte é essa daqui.

Read Full Post »

por Camila Verbisck

Pode parecer incrível, mas eu descobri uma forma que qualquer legume fica delicioso! Outro dia fizemos aqui em casa abobrinha recheada com requeijão light e queijo parmesão e ficou divino.

A receita é bem fácil e qualquer um com rejeição a vegetais vai comer e achar muito bom.

Eu fiz uma abobrinha média por pessoa, mas quem quiser pode fazer mais… A quantidade de ingredientes é no olhômetro…

Abobrinha recheada

Abobrinha suficiente para todo mundo
Requeijão light
Queijo parmesão ralado

Modo de fazer: cozinhar as abobrinhas até elas ficarem mais molinhas. Cortar na metade, tirar as sementes e colocar em uma assadeira. Rechear com bastante requeijão e salpicar o parmesão ralado. O tempo de forno vai depender de se elas ficaram bem moles quando cozinhou.

Read Full Post »

Especial de aniversário

por Camila Verbisck

Quando eu era criança adorava fazer bolos e o meu preferido sempre foi o Prestígio. Por isso, mês passado, no aniversário da minha mãe, fiz um para ela!

Ele não é dos mais simples de fazer, mas fica uma delícia! Todos os convidados da festa aprovaram…

Segue a receitinha:

Bolo Prestígio

2 xícaras de farinha de trigo
2 xícaras de açúcar
1 xícara de chocolate em pó
2 ovos
1 xícara de leite
1 1/2 colher de sopa de manteiga
1 colher de sobremesa de fermento em pó

Modo de fazer: bata as claras em neve e reserve. Bata as gemas com o açúcar até virar um creme, acrescente a manteiga. Em seguida, coloque a farinha, o chocolate em pó e o leite, o fermento e as claras. Asse em forma untada e enfarinhada.

Recheio:
1 xícara de açúcar
Água
1/2 lata de leite condensado 
100g de coco ralado

Modo de fazer: faça uma calda o açúcar e a água. Quando estiver grossa, misture o coco ralado e o leite condensado.

Cobertura:
125g de manteiga
2 colheres de chocolate em pó
1/2 lata de leite condensado

Modo de fazer: bater a manteira e o chocolate até ficar em creme. Depois, misturar o leite condensado.

O ideal é fazer dois bolos e colocar um em cima do outro, em vez de cortar o bolo na metade.

Da última vez eu fiz com Toddy, então a cor da cobertura não ficou tão bonita…

Read Full Post »

por Camila Verbisck

Eu não sabia que as batatas fritas eram um prato típico (e grande orgulho) da Bélgica até receber a visita do Michel no feriado da Páscoa.

Hoje, lendo algumas notícias pela internet, encontrei que foi inaugurado na cidade de Bruges (ao norte de Bruxelas) o primeiro museu do mundo sobre batatas fritas. Os idealizadores da nova atração turística dizem que além do chocolate, nada melhor do que as batatas fritas para simbolizar o estilo de vida belga.

O Frietmuseum (Museu da Frita, em flamengo) conta a história do tubérculo desde que foi descoberto pelos europeus no Peru até a chegada no Velho Continente, trazida pelos espanhóis, e a popularização depois da Primeira Guerra, quando os soldados americanos e ingleses experimentaram a batata vendida nos portos belgas.

Ao que parece, as batatas fritas ficaram conhecidas como french fries porque na Bélgica também se fala o francês.

O museu também mostra a presença do tubérculo na cultura do país e esculturas sobre o tema. Também há uma ala dedicada a explicar todo o processo de colheita até se tornar uma boa batata frita.

E o que o Michel achou da batata frita brasileira? Ele achou boa. Eu particularmente já comi muito melhor do que aquelas daquele bar da r. Augusta.

Read Full Post »

por Camila Verbisck

Que os leitores do Site Comidinhas adoram uma boa festa italiana!

De longe, nosso post mais visitado foi o da Festa de Nossa Senhora Achiropita 2007. O texto foi colocado no ar em 26 de julho e desde então teve 3.749 visitas.
 
Aliás, o pessoal que passa por aqui também adora la cuciña de nuestros hermanos argentinos. A história do alfajor é nosso segundo colocado, com 2.880 leitores, e em sexto lugar está a crítica do restaurante porteño Siga La Vaca, com 1.067 acessos.
 
E para comer bem, nada melhor do que uma bebida acompanhando. Dois dos nossos posts etílicos entraram no Top 10. O primeiro foi Drinks especiais e fáceis de preparar em casa, com 1.566 leituras, ficando no merecido terceiro lugar. Já na quinta posição está o All Black do Jack, lido por 1.196 pessoas.
 
Ah, os textos sobre nossas comidinhas preferidas também entraram para os mais lidos do ano! Nossa ode ao Melona e à Nutella também foram bem lidos, com 1.563 e 1.003 visitas, respectivamente.
O Top 10 completo é este aqui:
 

Read Full Post »

Older Posts »