Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Regina Lara Stevanatto’ Category

                                  regina

por Regina Lara Stevanatto

Encontrei um site de uma parceria da Adidas com a Diesel muito bacana. São 83 jeitos originais para ter sucesso perdendo seu tempo. A idéia é que as pessoas mandem fotos, desenhos, vídeos seguindo os 83 temas.

O tema 26 é “coma como um rei”.
O engraçado é que como os temas são subjetivos as interpretações são muito diferentes uma das outras.

Estranhei não haver nenhum post brasileiro, mas muitos argentinos e franceses (o que mostra que não é campanha regional, é para todo mundo participar).

Piadinhas como “Eat like a king in the Mc Donalds” fazendo um trocadilho com o Burger King e o Mc Donalds dividem espaço com fotos de churrascos, lanches e todo tipo gosto pessoal para pratos favoritos. Eu testei e a foto entra na hora, não tem um mediador que deixa ou não seu post entrar.

E para você, o que é comer como um rei?

 

Link

http://diesel.adidas.com/83ways.php

Read Full Post »

                                 Octodog

por Regina Lara Stevanatto

Em minhas navegações internáuticas descobri que há um site chamado Coll Hunters, dedicado a, literalmente, caçar as melhores opções de fotografia, moda e gastronomia. Em contrapartida, um grupo (acredito que argentino) se dedicou justamente ao contrário: glorificar o brega, nerd e o geek.
A sessão de comidas e bebidas destaca o engraçado Octodog, um pequeno aparelho que transforma sua salsicha em um simpático polvo com o lema que comida também pode ser divertida.

 

Há também inúmeras fotos do USB Wine, um aparelho que conectado ao computador libera vinho, ótima opção para quando seu chefe está tão chato que a única opção é encher a cara para esquecer. Agora não precisa mais esperar a hora do almoço para tomar aquela cervejinha…

 

Mais fotos ainda do Tailandês Modern Toilet, onde todas as mesas, pratos e comidas se assemelham a um banheiro. E o banheiro, claro a uma cozinha.

 

Outro lugar bacana é a Taverna do Moe, dedicada ao “simpático” personagem dos Simpsons. Localizada em San Cristóbal, Buenos Aires, tem a aconchegante aparência de um boteco de esquina.

 

O site tem versão em inglês e espanhol.

Links

Octodog

http://octodog.net/index.htm

 

Uncoollhunter

http://www.theuncoolhunter.com/home.php?idioma=ENG&id_categoria=15

  

Read Full Post »

     Mesa da Regina

por Regina Lara Stevanatto 

Hoje aproveitei esta preguiçosa manhã cinzenta de sexta-feira para dar uma olhadela no Comidinhas!. Com a correria do dia-a-dia infelizmente minha freqüência de contribuição e de visitas diminuiu um pouco, para não dizer drasticamente.

Mas, voltando à minha visita, fiquei surpresa e,  confesso, ligeiramente “magoada” com a pesquisa que incentiva o não consumo de água.

Desde que me conheço por gente (e isso significa uma baixinha gordinha de óculos louca por ciência) que se sabe que o corpo humano é composto de 70% a 75% de água. Isso, claro, inclui os líquidos todos como o sangue, e outras coisas mais que não cabe discutir aqui em meio a tantas refeições e receitas descritas aqui.

E já que falamos em receitas, uma massa não seria macia se fosse composta apenas de farinha e pó Royal. Sim, é o líquido que a faz como é. E é o mesmo que nos deixa “elásticos”. A Terra possui a mesma proporção de água, será mera coincidência? Ou será o motivo dos golfinhos parecerem mais felizes que iguanas?

Sou uma defensora assídua dos bens liquefeitos (não é por acaso que escrevo sobre bebidas aqui) . Em minha mesa sempre há quase um litro de qualquer líquido. Sempre alternando por todo o dia entre semi-vazia e cheia. Talvez seja mais uma questão de sede de vida que propriamente biológica. Talvez a sede que devesse ser investigada é a de vontade, de carinho, de amor ao próximo ou simplesmente de vida.

Para quem precisa de mais explicações sobre o corpo e sua relação com a água, segue o link da Embrapa (o texto é bem legal, não é técnico e muito esclarecedor).

O texto aborda a relação entre o passar dos anos e a redução da porcentagem de água no corpo. Quando crianças 75% do corpo é água, com 25 (minha idade) 58% e aos sessenta anos apenas 50%. Se pudermos nos arriscar a traçar outro paralelo entre água e jovialidade, com certeza esta é um das prováveis fontes da juventude.

PS: O que tem no copo é chá de camomila geladinho.

E você, tem sede de quê?

 

Read Full Post »

         Obra da Regina

por Regina Lara Stevanatto
Semana passada a Dani que trabalha comigo estava muuuuito assonada e louca por um café. Apesar da cafeteira disponível trabalho no único lugar da face da Terra onde as pessoas não tomam café.
Particularmente não tomo café nunca. Não gosto, acho forte e quando enchemos de açúcar, parece que alguma coisa não faz sentido naquela “docidão” toda. Considerando que a Dani achava que a água era colocada diretamente na jarra – e não no compartimento para evaporar – e passar pelo pó, me prontifiquei a ajudar.
Bom, seguir as instruções não é tão facil quanto parece quando as medidas de colher são comparadas ao ml, e a jarra da cafeteira se mede em xícaras…
Coloquei o quanto eu achava que seria suficiente para quatro colheres, mas algo não deu certo, já que as 10 xícaras se tornaram oito depois da evaporação…
Ficou um tanto quanto grosso, e mais ainda quando eu enchi de açúcar, era quase um mousse, mas a Dani aprovou. Ou porque ela queria muito tomar café ou porque deve deve gostar de tiramissú…

Read Full Post »

por Regina Lara Stevanatto

Como para comer também precisamos beber, e alimentação é saúde, encontrei este vídeo que é uma boa solução para quem não tem águaa encanada em casa.

A invenção consiste em um reservatório de água e um filtro que purificam a água enquanto pedalamos. É uma boa idéia para quem tem que ir até açudes como no Nordeste.

Você tem um meio de transporte, pratica um esporte (que também é saúde) e tem água limpa na hora, sem a necessidade de armazenar e cria foco de dengue (se ela pegou o Luciano Huck, imagina nós, pobres mortais).

Agora só falta alguém trazer o produto para o mercado nacional e em grande escala.

Read Full Post »

                   bifum com suco de clorofila

por Regina Lara Stevanatto

Estou trabalhando no Campo Belo. Segundo meu chefe, um lugar muito mais feliz que as disputadas Av. Paulista e suas intermináveis filas de almoço e motoqueiros.

Lá é péssimo para comer, a não ser que tenha alguma compulsão por roer unhas, pois há um salão de cabeleireiro por metro quadrado!

Todos os lugares que tem uma comida mais ou menos são os a la carte, mas onde não se come por menos de R$14. Existe alguns quilos, mas a comida é, geralmente, péssima! Inclusive, quem abrir um restaurante por lá com custo x benefício razoável fica rico! (lembrete pra mim: abrir um restaurante e ficar rica para gastar tudo em sapatos).

Sem querer, uma (e única) menina que trabalha comigo descobriu que na vendinha Naturalmente de uma família de chineses era servido almoço. Na verdade eles servem yakissoba de carne de soja, bifum de carne de soja ou missô. Eu, uma obstinada experimentadora de comida natureba, fui experimentar o bifum acompanhado por um suco de “clorofila mix”.

Diferente da maioria, o suco é de clorofila de broto de trigo e não da grama – que deixa o suco com cara de radioativo!  Para dar uma amenizada, como nunca tinha experimentado, fui na versão mix, que leva abacaxi e algo que acredito ser hortelã, porque a chinesada não me entendia e eu menos ainda! Juro. Tentei gesticular, mas como boas orientais elas balançavam a cabeça sorrindo e não diziam nada com nada!

Sempre ouvi dizer que suco de clorofila desintoxicava, deixava a gente cheio de energia , saudável e de quebra dava uma rejuvenescida. Qual foi minha decepção quando encontrei a citação abaixo:

“Segundo os estudiosos mais sérios, como a professora dra. Ursula Lanfer Marquez, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo, o consumo de clorofila não serve para nada, pois as moléculas de clorofila não são absorvidas pelo organismo. O magnésio presente na molécula de clorofila é um mineral importante para ossos, dentes e músculos e para a transmissão de impulsos nervosos. O magnésio pode ser liberado da molécula de clorofila, mas as quantidades presentes em vegetais, como as folhas jovens de trigo, são tão pequenas que não têm nenhum efeito. O melhor seria uma alimentação adequada, pois esse mineral está presente na maioria dos alimentos, como laticínios, peixes, carnes, frutos do mar, maçã, abacate, banana, feijão, rúcula, batata, agrião, entre outros.”

Mas também encontrei muita gente enaltecendo os minerais, a produção de glóbulos vermelhos e todas as vitaminas do suquinho do “Hulk”.

A pergunta que não quer calar: clorofila tem gosto de grama? Não. Na verdade o cheiro do abacaxi é bem acentuado e o suco é refrescante e bom. Não vou dizer que é muito saboroso, pois seria um exagero, mas é gostoso!

Quanto ao bifum de soja, eu também gostei – mas tinha muito tempero, e eu não estou muito acostumada, então estranhei isso, mas a proteína da soja na mistura ficou boa, leve.

O melhor: o almoço saiu pela bagatela de R$7,50. O prato pequeno (mas na verdade  bem grande) de bifum estava R$5 e o suco maravilha R$2,50. Sem o abacaxi o preço cai para R$2.

E para quem não tiver coragem, os doces são deliciosos e nada diet. Também são baratos, pois uma fatia bem generosa de bolo de brigadeiro bem recheado e com um brigadeiro em cima sai por apenas R$2,50 e é o bolo mais caro da casa.

Mas leve dinheiro, pois cartões não são aceitos, e se quiser tentar fazer o prato em casa, fora os legumes, todos os outros ingredientes são vendidos no local.

Naturalmente
R. Vieira de Moraes, altura do 500 – Campo Belo

Links

Visão otimista da Clorofila – BemStar

http://bemstar.globo.com/index.php?modulo=colunistas_mat&url_n_art=154&url_col=Antonio+Luiz

Visão pessimista – Embrapa

http://www.cnpt.embrapa.br/biblio/p_do15_5.htm

Read Full Post »

por Regina Lara Stevanatto

Segunda-feira pós Carnaval, preguiça…um lindo dia de sol…Hoje eu e meus “compatriotas” de serviço fomos almoçar e qual não foi a surpresa que na salada havia uma linda, verde a saracutiante lagarta!

Não pedi a salada pois passei o Carnaval todo tomando injeções e remédios, pois fui contaminada por ameba em alguma salada comida na rua… Acho que já descobri aonde foi. 
Depois fomos ao supermercado Dia% recém-inaugurado na Vieira de Moraes no Campo Belo. Apesar de novo, o lugar é um tanto quanto estranho. De um lado das prateleiras ficam as batatas fritas e do outro naftalinas, Baygon e similares. Por que não colocaram logo as jujubas do lado do veneno de rato? As frutas também sempre estão um pouco passadas… 

Mas o melhor foi quando eu, entre minhas comprinhas, vi em frente ao caixa que havia mini bolos da Pullman por um explícito valor de R$ 0,25 a unidade. A etiqueta era imensa e amarela e como era baratinho, achei uma boa idéia colocar na gaveta para os momentos de fominha. 

                                        
Lá não tem monitor para o cliente monitorar os preços dos produtos e por sorte eu estava do lado de trás do caixa, já preparada para colocar as compras no saquinho quando vi que um dos bolinhos estava custando R$ 0,49, o dobro do outro!!!

Imediatamente argumentei com a grosseira caixa que disse: Mas esse é de laranja, o outro é de chocolate!!! 

Mas que tipo de argumento é esse??? O produto era exatamente o mesmo, e na caixa que eu peguei tinha a foto de todos os sabores, então não era um lote mais barato. 

Depois de muito insistir sobre o sabor do bolo, chamou a supervisora que imediatamente me deu razão, pois realmente não fazia sentido algum… 

Depois que a supervisora saiu a caixa, aproveitou para começar a ser grossa de novo e jogou meu cartão do banco na mesa. Eu reclamei com ela quando ela quis me dar o troco, pois não estava nem conseguindo tirar o cupom fiscal. Irritada depois de tanto descaso saí até sem o troco, pois respeito e educação R$ 0,25 jamais comprariam. 

Da próxima vez vou ao Pão de Açúcar onde, pasmem, a Coca-Cola é até gelada e quando o preço está errado eles corrigem na hora.

Read Full Post »

Older Posts »