Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘extra!extra!’ Category

por Camila Verbisck

Entre o Natal e o Ano Novo fomos convidadas para escrever no site Dicas do Chef. Pois bem, estreamos nossa coluna, que vai ser semanal, essa semana!

Não temos pretensões de Julie Powell, nem de virarmos famosas, mas ficamos bem felizes com o convite.

Quem quiser prestigiar a gente no site, é só acessar aqui.

Read Full Post »

Amanhã, dia 24, às 22h, estréia a terceira temporada de “Hell’s Kitchen” e os novos aspirantes a chef já estão escolhidos. São 12 jovens que se propõe a participar da dura competição conduzida pelo chef Gordon Ramsay, da qual somente um será escolhido: o melhor. Nascido na Escócia e criado na Inglaterra, Ramsay é famoso por seu talento na cozinha, tino para os negócios e temperamento explosivo.

O reality show, sucesso em países como Inglaterra e Estados Unidos, mostra Ramsay conduzindo os competidores em desafios onde o talento, o auto-controle e a criatividade na cozinha parecem ser apenas pré-requisitos básicos. O prêmio vale o esforço: o vencedor sai do programa proprietário de um restaurante no Green Valley Ranch Resort, em Las Vegas, e com um salário de vinte e cinco mil dólares.

No primeiro episódio da nova temporada, o ‘chef-carrasco’ recebe os participantes no “Hell´s Kitchen”, o restaurante do qual eles assumirão o comando da cozinha dali para frente. A primeira tarefa de cada um é preparar em 30 minutos o prato que acreditam representar melhor o que eles consideram digno de um chef. Quando o tempo acabar, Ramsay vai provar cada um dos pratos. Algumas receitas até passam pelo exigente crivo do escocês, mas a maioria não corresponde à expectativa.

Em seguida, é a vez de separar os concorrentes em dois grupos: homens versus mulheres, em uma nova guerra dos sexos dentro das cozinhas. Ramsay avisa que, apesar do resultado insatisfatório da primeira tarefa, o “Hell´s Kitchen” será aberto no dia seguinte para o público. A partir daí, trava-se uma guerra de nervos: eles têm que aprender a lidar com a pressão do chef, de sua equipe e dos clientes.

Read Full Post »

Comidinhas Fashion Day

por Camila Verbisck

Eu e as meninas aqui do Comidinhas, além de jornalistas e gourmands, adoramos também uma modinha! Por isso, estamos felicíssimas de termos sido linkadas no blog da Erika Palomino, graças ao Melona.

Quem quiser dar uma olhada no blog, clica aqui! Tem que dar uma procurada para encontrar o post.

Read Full Post »

dia-mundial-alimentacao.jpg

Pra quem não sabe, hoje é o Dia Mundial da Alimentação, e meu aniversário também (hehehe).

O objetivo do Dia Mundial da Alimentação é conscientizar a humanidade sobre a difícil situação que enfrentam as pessoas que passam fome e estão desnutridas, e promover em todo o mundo a participação da população na luta contra a fome. Já que cerca de 800 milhões de pessoas vivem em situação de insegurança alimentar.

Durante esse dia, que é celebrado desde 1981, ressalta-se a cada ano um tema para todas as atividades. O desse ano é “direito a alimentação”. E o Brasil também participa.

Esse dia foi escolhido, pois comemora a criação, em 1945, da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO).

Read Full Post »

por Jaci Brasil

Achei no blog do Katsuki (que agora tá  com podcast), um link de um teste bacaninha pra saber se você serve pra se chef de cozinha. Fiz. Pelo resultado, estou na profissão errada, deveria ser chefe de cozinha.. rsrs

Se teste você também aqui.

Read Full Post »

24/07/2007  

Agência FAPESP – O hábito de beber mais de um refrigerante por dia, mesmo que em versãodiet”, pode estar associado a um aumento dos fatores de risco para doenças cardíacas, de acordo com pesquisa realizada por uma equipe do Instituto Framingham, nos Estados Unidos. O estudo foi publicado na revista Circulation, da Associação Norte-Americana do Coração.Entre os que bebem um ou mais refrigerantes diariamente há uma associação com um maior risco de desenvolver a síndrome metabólica”, disse o autor principal do estudo, Ramachandran Vasan, pesquisador do instituto e professor da Escola de Medicina da Universidade de Boston.

A síndrome metabólica é um aglomerado de fatores de risco para doenças cardiovasculares e diabetes, incluindo excesso de circunferência abdominal, alta pressão sangüínea, triglicerídeos elevados, baixos níveis de lipoproteína de alta densidade (o “colesterol bom”) e altos níveis de glucose em jejum. A presença de três ou mais desses fatores aumenta o risco do aparecimento de diabetes ou doença cardiovascular. “O mais impressionante foi o fato de o risco aumentar tanto para quem consome refrigerantes diet quanto para os que tomam a versão normal”, disse Vasan.De acordo com o pesquisador, estudos anteriores ligavam o consumo de refrigerantes a múltiplos fatores de risco para doença cardíaca, mas, pela primeira vez, foi demonstrado que a associação incluía também os refrigerantes com adoçantes artificiais.

O estudo teve como base observações feitas com 9 mil pessoas de meia- idade durante quatro anos em três ocasiões diferentes. Os pesquisadores concluíram que os indivíduos que consumiam um ou mais refrigerantes por dia apresentavam um aumento de 48% na prevalência da síndrome metabólica em comparação aos que consomem menos.Considerando apenas os pacientes livres da síndrome metabólica – 6.039 dos indivíduos observados –, o consumo diário de um ou mais refrigerantes foi associado com um risco 44% maior de desenvolvimento da síndrome durante um período de quatro anos.

Os cientistas observaram que os participantes que beberam mais de um refrigerante por dia tinham chances 31% maiores de desenvolver obesidade, 25% mais risco de ter triglicerídeos elevados e 32% mais propensão de apresentar baixos níveis de colesterol bom. O risco de desenvolvimento de síndrome metabólica aumentou de 50% a 60%.“Os resultados aparentemente não tiveram interferência dos padrões dietéticos dos usuários de refrigerantes, isto é, por outros itens que são tipicamente consumidos com essas bebidas”, disse Vasan.

Os pesquisadores ajustaram as análises em relação ao consumo de gordura saturada, de gordura trans, fibras alimentares, taxa calórica total, consumo de tabaco e atividade física. “Mesmo assim, observamos uma associação significativa do consumo de refrigerantes com o risco de desenvolvimento da síndrome metabólica”, destacou. Uma explicação possível para o fenômeno é que o xarope de frutose de milho nos refrigerantes causaria ganho de peso e poderia levar ao diabetes. “Mas, nesse caso, fica difícil explicar por que as versõesdietnão apresentaram diferença”, disse Vasan. 

Outra hipótese é que o maior consumo de líquidos estaria associado com um grau mais baixo de compensação alimentar. Normalmente, segundo o pesquisador, quem come muito em uma refeição tende a comer menos na próxima. “Mas os líquidos não têm o mesmo grau de compensação dos sólidos. Portanto, se você bebe uma grande quantidade de líquidos em uma refeição, tende a beber tanto quanto na próxima”, explicou.Outra tese é que os refrigerantes, em versãodietou não, são altamente adocicados. Isso poderia fazer com que a pessoa ficasse mais propensa a consumir doces. Ou, ainda, que o caramelo dos refrigerantes poderia promover o desenvolvimento de complexos de açúcaresque, por sua vez, poderiam resultar na resistência à insulina, causando inflamação. São teorias que precisam ser estudadas. Nossa pesquisa teve caráter observacional e, embora tenhamos demonstrado a associação, ainda não provamos que há uma relação de causa e efeito”, disse Vasan. 

O artigo Soft drink consumption and risk of developing cardiometabolic risk factors and the metabolic syndrome in middle-aged adults in the community, de Ramachandran Vasan e outros, pode ser lido por assinantes da Circulation: Journal of the American Heart Association em http://circ.ahajournals.org.

Read Full Post »

Gordon

Leia a matéria no site do publi Metro.

Read Full Post »

Older Posts »