Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Você sabia?’ Category

História do sushi

O sushi é um prato de origem chinesa, porém foi difundido no Japão. O prato é constituído de arroz temperado com vinagre e açúcar e recheado com peixe, frutos do mar, vegetais, frutas ou ovo.

Sua origem se deu de forma ocasional. Na verdade, inicialmente o sushi era apenas um método de conservação da carne do peixe, onde o arroz era cozido e em seu interior eram colocados pedaços de peixe e sal. Assim, o peixe fermentava por meses e só ele era comido, diferentemente do sushi como conhecemos, o qual não se baseia apenas na carne do peixe.

O método de fabricação do sushi chegou ao Japão há 2 mil anos atrás, onde o prato foi muito difundido, chegando a ser uma identidade cultural do país. Lá o vinagre de arroz foi adicionado ao sushi, além do surgimento do hábito de se comer o arroz também.

Leia outras curiosidades

Read Full Post »

Substitutos para ovos

Semana passada encontrei um site bacana que há uma lista de como substituir o ovo nas receitas. Você sabia? Eu não…

Veja mais dicas no site

* Clara de ovo
Dissolver 1 xícara de polvilho azedo em uma tigela com água. Coloque na panela e mexa até dar o ponto de clara de ovo.

Read Full Post »

Comida de avião

Se quiser escolher por qual cia aérea voar pela comida… eis a dica: Airline Meals.

Read Full Post »

Hummm 

por Claudia Midori

Após uma discussão básica com a Regina, continuo escrevendo estrogonofe! Ela diz que é strogonoff porque tem origem alemã! Rê, não é alemão!!!

O estrogonofe é um prato de origem russa, na verdade chamava-se Strogonov. Tudo começou no século XVI através da alimentação dos soldados russos, que comiam rações de carne cortadas em barris com sal grosso e aguardente para preservar o alimento.

Através de um cozinheiro do Czar russo Pedro, o Grande, a comida foi melhorada e refinada. O general que protegia o cozinheiro se chamava Strogonov, daí surgiu a idéia de colocar esse nome ao prato. Posteriormente com a Revolução de 1917 e a imigração dos russos para a Europa, a receita chegou à França, onde foi refinada mais ainda, chegando à forma que conhecemos o prato atualmente. O sucesso do estrogonofe tem tanto sucesso, que junto com a lasanha e o filé à parmegiana, é atualmente um dos dez pratos mais vendidos no mundo.

Se depender de mim, do meu namorado e da Regina, o estrogonofe vai continuar entre os 10 pratos mais vendidos no mundo por muito tempo! Foi a primeira comidinha que fizemos no feriadão!!! Nem preciso dizer que cozinhei o suficiente para seis pessoas e os três rasparam a panela!!! Bommmmmmmmmmmmmmmmm

Read Full Post »

Bom saber

Arroz arbório – tipo de arroz italiano especial para risoto

Arroz selvagem ou silvestre – não é arroz. É um cereal de cor escura com o formato parecido com arroz. É cozido em caldo de carne e acompanha assados

Blinis – panquequinhas próprias para comer com caviar ou salmão

Bouquet garni – maço de ervas aromáticas amarrado em barbante para dar sabor a pratos, molhos ou sopas. É composto por louro, salsa, tomilho e aipo

Carciofini – pequenas alcachofras

Chutney – geléia agridoce para carnes

Pignole – semente que se usa no pesto para suavizá-lo

Croutons – cubos de pão frito com ou sem alho, feitos no óleo ou na manteiga

Pimenta-rosa – não é pimenta. Em francês se chama baie rose e seria a semente de aroeira, nativa do Brasil. Delicada especiaria, ótima para peixes

Mascarponi – ricota italiana própria para tiramissu ou antepastos

Funchi porccini – cogumelo italiano muito saboroso e caríssimo

Read Full Post »

Nesta época do ano, as ações solidárias se multiplicam, ajude você também. Com isso, crianças, idosos e pessoas carentes ganham um Natal mais alegre!

O Projeto Arrastão tem um projeto de qualificação profissional na área de gastronomia – que inclui aulas práticas de higiene dos alimentos, modo e preparo de novas receitas, além das aulas de informática, leitura e escrita. 

Nesta reedição, que começou em 2006 e segue em 2007, serão capacitados mais 100 jovens. O objetivo é que eles se apropriem do trabalho com os alimentos, e a partir da prática empreendora, criem alternativas de geração de renda a partir dos conteúdos trabalhados durante as aulas no Projeto Arrastão.

Read Full Post »

Por Camila Verbisck

Depois do comentário de Nádia Cordeiro Machado, também ficamos muito curiosas para saber a história da coxinha. Como a gente nunca tinha pensado nisso antes?

Encontrei um site que fala de uma lenda sobre o surgimento do salgado. Não sabemos se foi isso mesmo, mas dizem que no interior de São Paulo, em Limeira, morava na fazenda Morro Azul o filho da Princesa Isabel e do Conde D’Eu. O menino cresceu isolado da corte porque era considerado deficiente mental.

Entre os caprichos do menino, quando ele gostava de algum alimento, comia só esse tipo de comida. Ele gostava muito de peito e coxas de galinha.

Uma vez, a cozinheira da fazenda percebeu que não tinha frango suficiente e resolveu transformar uma galinha inteira em coxas. Assim surgiu a coxinha de frango!

A história também diz que a Imperatriz Tereza Cristina experimentou a iguaria em uma de suas visitas a Limeira e resolveu levar a receita para ser servida nas festas da realeza brasileira.

Read Full Post »

Comecei a pesquisa com capim santo e fui parar no blog da Otavia Paiva Sommavilla, achei fofo. Aproveito para colocar uma curiosidade sobre o pão de ló que li no blog dela.

A mais importante e popular receita de bolo (pelo menos no Brasil) surgiu em Portugal. O termo “Ló”, na opinião da maioria dos autores, se refere a “lot”, um tecido muito fino e leve, como a massa.

Trazido para o Brasil há séculos, manteve a receita original, já que não foi possível adaptar o preparo ao uso da farinha de mandioca fresca, o que era muito comum com os bolos do século XVIII e XIX. Assim, sendo preparado com farinha de trigo, durante muito tempo escassa no país, ficou restrito a ocasiões especiais. A receita leva ainda açúcar e ovos, muitos ovos…

Tradicionalmente, era consumido puro, ou torrado, muitas vezes acompanhado de vinho do Porto. Hoje, faz sucesso em camadas, muito bem recheado.

Existem inúmeras receitas, e, embora tenha lido que isto é sinônimo da qualidade da massa, sempre achei frustrante ver meu bolo encolher e afundar ao sair do forno. Por este motivo, “adotei” uma receita aprendida em um curso, há alguns anos, que é espetacular! Talvez nem seja de um pão-de-ló muito fiel , já que leva óleo e água, mas é perfeita!

Ingredientes:
6 ovos
2 xícaras de açúcar
3 xícaras de farinha de trigo
1 xícara de água
4 colheres de sopa de óleo (de soja ou milho)
1 colher de sopa de fermento em pó

Modo de Preparo:
Peneire a farinha de trigo com o fermento, e misture o óleo à água. Pré-aqueça o forno a 180°C.

Bata os ovos inteiros com o açúcar, até que fique muito claro, quase branco, e com bastante volume. (use uma batedeira e bata por 7 a 10 minutos)

Abaixe a velocidade da batedeira para o mínimo, e despeje a água com o óleo. Desligue a batedeira, e com o auxílio de uma espátula ou do fouet, misture aos poucos a farinha, com cuidado para não perder o volume. Coloque em uma forma untada e enfarinhada, (25 centímetros de diâmetro, por exemplo) e leve ao forno até que esteja dourado e um palito, espetado no centro do bolo, saia limpo.

Espere esfriar pelo menos 10 minutos antes de desenformar.

Read Full Post »

Cura tudo

do site Corpo Perfeito 

Conhecida por suas capacidades como estimulador imunológico, estimulador da mente, protetor do coração, aliviador de estresse e estimulador da libido, as funções do ginseng são muitas.Existem diversas variações do Ginseng, e algumas são melhores do que outras. Quando você escuta a palavra ginseng, normalmene as pessoas querem dizer panax ginseng, também conhecida como ginseng chinesa, ginseng coreana ou ginseng asiática.

Muitas pesquisas já foram feitas sobre o Ginseng, as quais tem demonstrado efeitos impressionantes. O Ginseng tem demonstrado elevar o “astral”, aumentar a energia e fornecer um sentimento de bem estar para aqueles que suplementam com esta erva.

Tem sido também muito usado como tônico, estimulante e regenerador há anos. Estudos conduzidos por cientistas chineses descobriram que o Ginseng tem características anti-envelhecimento devido a sua habilidade de remover substâncias químicas tóxicas que causam envelhecimento do corpo.

Malhadores e esportistas podem usar esta erva para aumentar a energia e resistência através das seguintes ações:

  • Melhora a circulação através do aumento e absorção do oxigênio
  • Estimula a sensação física e retarda a fadiga mental e física
  • Incita a liberação de insulina e diminui os níveis de açúcar no sangue para estabilizar a energia

Ginseng é a erva mais famosa da China, e vem sendo usada neste país há mais de 7 mil anos. É conhecida como a erva panax, que se traduz “cura tudo”. Esta erva se tornou o símbolo de saúde, força e vida longa para muitos.

Read Full Post »

                            Festa da Lua 

por Claudia Midori

Dia 25 de setembro foi comemorada a Festa da Lua na China. Vocês lembram que falei do mooncake num post de quando estava em Hong Kong? Esta festa comemora o décimo quinto dia de agosto do calendário lunar de cada ano.

Minha professora (lao shi Daphne) de mandarim explicou na última aula a história de mais de dois mil anos! Nesse dia, os chineses reunem-se com seus familiares e jantam juntos à noite, comendo bolos da lua (os mooncakes) e apreciam a Lua. Eles acreditam no dia, a Lua vai estar mais redonda e brilhante do que nos outros dias do ano, pena que não vi a lua na terça-feira… Os chineses acreditam que a festa é de união entre amigos e familiares, além de ser o segundo maior festival da China, o primeiro é o Festival da Primavera, tanto é verdade, que vi Hong Kong e Macau com as ruas e praças enfeitadas vinte dias antes do grande dia.

Diz a lenda: “Em uma época distante, havia 10 sóis no céu que faziam o povo sofrer de fome e sede. Um dia, um homem que se chamava Hou Yi (后羿) decidiu tirar nove destes sóis e, com o trabalho dele, conseguiu a paz para o povo e tornou-se rei. Mas, Hou Yi virou uma pessoa má, obstinado e vingativo, que roubou uma poção que dava a ele a imortalidade. Sua esposa, Chang E (嫦娥), não conseguia agüentar mais o marido, nem ver o povo sofrer com suas crueldades. Resolveu roubar a poção do marido e tomá-la. Com o efeito da poção, Chang foi para a lua, onde havia um palácio, uma cerejeira e um coelho – sua única companhia”.

Descobri que o símbolo era a lua com uma mulher “voando” que fotografei em Macau. Cheguei a comentar no blog que achava exagerada a procura do mooncake, além do preço dos bolinhos de farinha, água e ovo, mas parei para pensar um pouco sobre a comemoração e feriado na China. A realidade é que a busca dos bolinhos da lua é a mesma correria que faço quando vou comprar panetone no Natal e ovo de chocolate na Páscoa! Aliás, é comum eles trocarem mooncakes entre a família.  

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »