Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Comida é cultura’ Category

                                     Que tal?

por Claudia Midori

Depois de dormir e perder a comidinha tenebrosa (extremamente picante) da Emirates, acordei perto da hora de desembarcar em Dubai. Aproveitei a escala para comer um lanchinho “das arabias”. A outra foto coloco quando chegar de viagem. Vou aproveitar para comer em lugares diferentes para colocar aqui no Ccomidinhas. Por enquanto, somente esta novidade!

Anúncios

Read Full Post »

da Ralcoh – Assessoria de imprensa

                   Ovos de murano

A história dos ovos de páscoa começa na Antigüidade. Os egípcios e persas tinham como costume tingir ovos com cores da primavera e presentear os amigos. Para os povos da antiguidade o ovo tinha um significado muito forte e estava sempre relacionado ao nascimento.

Com o tempo começaram a surgir novos costumes nas civilizações. Os cristãos primitivos do oriente foram os primeiros a presentear uns aos outros com ovos coloridos na Páscoa, simbolizando a ressurreição e o nascimento para uma nova vida. Nos países da Europa costumava-se escrever mensagens e datas nos ovos e dá-los aos amigos. Em outros, como na Alemanha, o costume era presentear somente crianças.

Os ovos não eram comestíveis, como se conhece hoje. Tratava-se de um presente original simbolizando o início de uma vida nova. Porém, com o passar dos anos as coisas mudaram um pouco. Há cerca de 20 anos era costume no Brasil se pintar ovos de galinha tirando a gema e a clara recheando-os com amendoim. O ovo de chocolate que conhecemos hoje era muito caro e pouco abundante na época.

Atualmente a tradição dos ovos de chocolate foi estabelecida e novos estilos de presentes para a páscoa surgem a cada ano. Um exemplo disso são os refinados ovos de murano criados pela  Cristais São Marcos. Chiques e ricos em detalhes, são feitos artesanalmente e podem ser encontrados em diversas cores. Além disso, podem conter bolhas ou laços feitos pelos artesões da marca agregando ainda mais charme as peças.

Read Full Post »

Museu do lamen

por Claudia Midori

                    Lamen do Aska

Ir ao Japão e não comer lamen é um pecado. Ouvir e ver a japonesada comendo o macarrão branquinho numa combuquinha cheia de água temperada vale um post especial. O barulho do fuuuuuuuuuuu das pessoas comendo (quase engolindo) o macarrão quente é inconfundível. Nunca entendi porque a pressa em comer tão rápido o macarrão… mas se esperar (e nem precisa ser muito), o lamen fica sem graça, um pouco duro (calma, não fica uma rocha), e perde o gosto. Além do mais, o gostoso é fazer fuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu e fazer biquinho para comer.

No Japão existe até o Museu do Lamen, em Yokohama. O endereço é:

Kanagawa-ken
Yokohama-shi
Kohoku-ku
Shin Yokohama 2-14-21

No museu ainda é possível saborear alguns lamens (os preços variam de 700 a 1.200 ienes) ou levar um kit para preparar o seu em casa.

Clique aqui para ver o site do local.

Read Full Post »

Mais de cinco mil anos de história egípcia nos contemplam através de ingredientes que mantêm vivo o legado dos faraós. Mas, ainda hoje a culinária está centrada no que as grandes dinastias do Médio Império consumiam como o homus (pasta de grão de bico) e o molho tahine (com gergelim). Havia uma visível preferência pelas hortaliças e pelos legumes, pois a cenoura, a cebola e o alho, também faziam parte da dieta dos egípcios. No centro de cultura e gastronomia egípcia Khan el Khalili, há diversas opções de saladas, como a Cairo (R$7,00) (kibe, molho de tahine, tomate, rabanete, cheiro verde e pão sírio) e a Sakkara (R$ 7,00) (molho de tahine, tomate, pepino, rabanete, alface, cenoura, azeitonas, cheiro verde e pão sírio), que levam ingredientes considerados como “manjar dos deuses”. O Sanduíche Alexandria (R$ 5,00) não fica de fora da lista e também leva algumas das delícias apreciadas pelos reis, com homus, tomate, alface, azeitona, hortelã e molho de tahine.

Curiosidades
·        Os pepinos também aparecem representados com freqüência nas pinturas dos túmulos.

·        Nas hortas domésticas cultivava-se a alface, a qual os egípcios acreditavam que tornava os homens apaixonados e as mulheres fecundas e, assim, consumiam-na em grande quantidade, crua e temperada com sal e azeite.

·        Min, o deus da fecundidade, tem às vezes sua estátua erguida no meio de um quadrado de alfaces, sua verdura preferida. Seth, segundo nos conta a lenda, era outro deus apreciador de alface.

·        Na época dos egípcios, o alho, que é utilizado em iguarias como o homus, e o rabanete eram um dos principais alimentos dos trabalhadores que construíam as pirâmides.

Khan el Khalili
Rua Dr. José de Queirós Aranha, 320 – Vila Mariana
Tel: (11) 5575-6647
Horário de funcionamento:
Segunda a quinta e aos domingos das 14hs às 0hs
Sextas e sábados das 14h às 0h30hs
Vallet: R$ 10,00

Read Full Post »

                  Julie Powell

por Claudia Midori

365 dias, 524 receitas, 343 páginas e 18 dias. Foi muito gostoso ler e rir das aventuras de Julie Powell. Todos que leram devem ter dado boas risadas de algumas receitas e as tentativas desastrosas ou não da autora do Projeto Julie & Julia. Todos que cozinham ou se arriscam a cozinhar sabem como deve ter sido difícil e como Julie foi corajosa. Eu não me arriscaria a participar de um projeto desses – seria uma TPM de um ano, nervosismo todos os dias, medo, rs, talvez uma salada de frutas, mas de sentimentos.

Tentei escolher a parte do livro que mais gostei. Coloquei várias anotações no meio do livro, mas gostei mesmo do final. Durante a leitura me permiti pensar como era Julia Child, até não resistir e procurar no google o rosto da senhora.

           Julia Child

O mais engraçado é que imaginava ela mais alta e gordinha, de cabelos enrolados e morena. Não resisti e coloquei a foto. Também não aguentei e procurei uma entrevista que Julie deu para a CBS. Uma coisa que faltou no livro, o endereço do blog de Julie. Não pretendo escrever mais nada porque não sei se a Jaci terminou de ler as aventuras de Julie com o famigerado

Mastering the Art of French Cooking

Na semana passada encontrei um dos livros de Julia na banquinha de ofertas da Fnac. Peguei, fiquei com vontade de compras, mas devolvi. Ainda nem tinha terminado de ler Julie & Julia. O livro que encontrei entre as promoções era esse:

                                            Julia Child

Engraçado pensar que em 18 dias consegui ler Julie & Julia e cozinhar apenas duas vezes apenas. Semana passada foi estrogonofe e não lembro o que fiz na semana retrasada!!! Mas nada parecido com as comidinhas do MtAoFC, nem com as aventuras das compras por ingredientes diferentes, foi tudo convencional.

E como diz Julie: “O bom de ter um blog é que a gente recebe um cheque em branco para chorar as pitangas”….. e eu quero dizer que a capa verdinha é muito mais bonita que a vermelha!!!!!

Read Full Post »

por Claudia Midori

No post que escrevi dia 14 coloquei apenas os nomes e endereços dos restaurantes que participam da festa. Hoje pesquisei telefone e comidinhas que cada restaurante servirá.

1- Banri
Rua Galvão Bueno, 160 – Liberdade
Tel.: 3208-7232

Comidinhas
Prato 1: yabifum (R$ 15)
Prato 2: lombo com molho de laranja e gergilim (R$ 20)

2- Campeão
Rua da Glória, 141 – Liberdade
Tel.: 3106-0065

Comidinha: Fatia de carne de vaca com farinha de rosca – filet mignon bovino e alho frito, cebola, pimenta vermelha refogada(R$ 22)

3- Chi Fu
Praça Carlos Gomes, 168 – Liberdade
Tel.: 3104-2750

Comidinhas
Prato 1: Pato de Pequim – três tipos (pele, carne e sopa), porção para cinco pessoas (R$ 90)
Prato 2: Bolinho de camarão frito crocante (10 bolinhos) por R$ 45

4- ChinaTown
Avenida Turmalina, 45 – Aclimação
Tel.: 3277-0999

Comidinhas
Prato 1: Cumbuca de tofu e fruto do mar (R$ 22)
Prato 2: Massa branca com fruto do mar (R$ 22)

5- Golden Plaza
Rua Luis Gonzaga de Azevedo Neto, 263 – Morumbi
Tel.: 3758-7334 / 3758-1310

Comidinhas
Prato 1: Lula ao alho e molho hoisin (R$ 25)
Prato 2: Lula imperial com verduras e “orelha de pau” (R$ 25)

6- Restaurante Jambo
Rua Conselheiro Furtado, 1095 – Liberdade
Tel.: 3271-0117 / 3207-9485

Comidinhas
Prato 1: Camarão, lula, frango, carne, broto de bambu, shitake, brócolis, acelga, cenoura e pimentão – porção para três pessoas
Prato 2: Pescada frita com tofu apimentado e carne (R$ 22) – porção para três pessoas

7- Restaurante Jardim Meio Hectare
Rua Tomas Gonzaga, 65 – Liberdade
Tel.: 3207-3133

Comidinhas
Prato 1: Pato de Pequim (R$ 58) – porção para 4 ou 8 pessoas
(PS: Faça a reserva)

8- Restaurante Kar Wua
Rua Mourato Coelho, 44 – Pinheiros
Tel.: 3081-1581

Comidinhas
Prato 1: Lula na Lagoa (lula, ervilhas frescas e molho de ostra) – preço a definir, porção para duas pessoas.
Prato 2: Família Feliz (Camarão, lula, frango, carne, shitake, broto de bambu e brócolis servidos na chapa). Preço a definir. Porção para duas ou três pessoas. Pela tradição chinesa, é um prato que representa o Ano Novo Chinês, pois é um ícone do reencontro familiar e agrada a todos os membros pela diversidade de sabores.

9- Restaurante Marinha yin Pin Ko
Rua Conselheiro Furtado, 719 – Liberdade
Tel.: 3341-3579

Comidinhas
Prato 1: costela de porco com alho, porção para duas pessoas (R$ 20)
Prato 2: camarão frito com gengibre e cebolinha (R$ 48)

10- Restaurante Northland
Avenida Aclimação, 297 – Aclimação
Tel.: 3277-7808

Comidinhas
Prato 1: peixe inteiro com molho agridoce (R$ 18). Porção para duas pessoas.
Prato 2: carne com brócolis na chapa (R$ 14,50). Porção para duas pessoas.
Prato 3: carne fatiada com gelatina de arroz (R$ 12,50). Porção para duas pessoas.

11- Restaurante Rong He Massa Chinesa
Rua da Glória, 622a – Liberdade
Tel.: 3275-1986

Comidinhas
Prato 1: macarrão apimentado com frutos do mar (R$ 20)
Prato 2: pastel recheado com cebolinha silvestre e camarão (R$ 16)

12- Taizan
Rua Galvão Bueno, 554 – Liberdade
Tel.: 3208-9498

Comidinhas
Prato 1: yakissoba especial (R$ 43)
Prato 2: frango xadrez (R$ 38)

Read Full Post »

Cãofeitaria

A Cãofeitaria é um espaço único no Brasil onde os cães podem ser servidos na hora, em mesinhas especiais para eles, enquanto os donos pedem alguma coisa para beber ou comer. O cardápio dos donos é composto de: café, chocolate, capuccino – estes feitos na hora em máquina especial -, refrigerante, bolachinhas, chocolatinhos em barra, dentre outros petisquinhos salgados ou doces. 

No cardápio dos cãos, podemos destacar o refrigerante canino (sabor carne), porções de patê francês para cães (sabores pato, frango ou perú), porções de biscoitinhos caninos (vários sabores à escolha), chocolate canino (nos formatos de pastilha, biscoito, tablete ou palitinhos feitos de couro comestível cobertos de chocolate), porções de ração úmida, etc…. 

As porções de petiscos e a bebida (refrigerante ou água mineral) são servidos em potinhos descartáveis nas mesinhas em formato de osso. O objetivo da Cãofeitaria é criar um espaço onde os donos possam se divertir na companhia de seus cães (barrados na maioria dos locais fechados onde os donos gostariam de ter sua companhia), conversar com outros “cachorreiros”, e ainda festejar momentos especiais, pois, a Cãofeitaria também pode ser palco de festinhas de aniversário ou casamento.

Além disso, muitos donos gostam de sentar e ler alguma coisa enquanto esperam seus cães tomarem banho, principalmente nos finais de semana. Bem, vamos às fotos.

Rosimara, Pet Maniacs Comércio e Serv. Ltda.

Petshop: www.petmaniacs.com.br
Portal:
www.petmaniacs.com.br/portal

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »