Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 22 de Abril, 2008

Alex Atala, do restaurante D.O.M., está em 40º lugar.
A cozinha de Adrià é considerada parte da escola da “gastronomia molecular”.

Da Reuters 
O restaurante espanhol El Bulli, de Ferran Adrià, foi eleito na segunda-feira (21) o melhor restaurante do mundo pelo terceiro ano consecutivo, na lista da revista Restaurant, que tem, no total, sete estabelecimentos espanhóis entre os 50 melhores lugares para comer no mundo.

Alex Atala, do restaurante D.O.M., é o único brasileiro na lista, em 40º lugar, e um dos poucos a romper o domínio de europeus e norte-americanos. É a terceira vez que o D.O.M. figura na relação. No ano passado, estava em 38º lugar. Neste ano, as regras para eleição mudaram – os jurados não têm mais obrigação de listar um mínimo de casas de seu país de origem.

O D.O.M., localizado em São Paulo, coloca ingredientes brasileiros em pratos da cozinha internacional.

“É uma vitória de todos, se fosse eu sozinho, seria uma ilha no oceano. Somos setes espanhóis entre os 50 primeiros e três entre os oito primeiros. Esta é uma vitória incrível”, disse Adrià à Radio Nacional. Ele recebeu o prêmio no Freemasons Temple, em Londres.

A cozinha de Adrià, considerada parte da escola da “gastronomia molecular”, que tem enfoque experimental, foi eleita entre os mais de 700 escritores e críticos gastronômicos que elaboraram a lista.

Adrià, cujo restaurante fica na região de Rosas (Gerona), é bastante reconhecido. Ele obteve, entre outros prêmios, a medalha de ouro de Belas Artes e um doutorado honoris causa da Universidade de Barcelona, além de três estrelas Michelin.

O britânico The Fat Duck e o francês Pierre Gagnaire continuaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente. Logo atrás, vem o espanhol Mugaritz, que conseguiu superar o norte-americano The French Laundry, agora em quinto lugar.

Os outros restaurantes espanhóis da lista são o Arzak, comandado pelo cozinheiro Juan Mari Arzak, em oitavo; El Celler de Can Roca, dos irmãos Joan e Josep Roca, em 26º lugar; e o Martín Berasategui, que leva o nome de seu fundador, em 29º.

Em 31º lugar, aparece o Can Fabes, de Santi Santamaría, junto com o Asador Etxebarri, de Víctor Arginzoniz, recém-incorporado à lista.

Anúncios

Read Full Post »