Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 3 de Janeiro, 2008

por Camila Verbisck

Adoro Recife por vários motivos: gosto de visitar minha família, adoro a cidade e sempre como muito bem.

Acho que a cidade é muito gastronômica e normalmente comer por lá é mais barato do que em São Paulo.

Na minha última temporada, meu roteiro gastronômico, sempre indicado por minha tia Luci Alcântara e aprovado pela revista Veja Recife – o melhor da cidade, foi mais ou menos o seguinte:

Comida do Gênio
r. Frei Matias Teves, 280
Ilha do Leite
– Deliciosas panquecas doces e salgadas, massas e um suco de polpa que é muito bom!

Pizzaria Candellabro
Estrada do Arraial, 3310
Casa Amarela
– Pizzaria super simpática, bem relax e família.

Bar Central
r. Mamede Simões, 144
Boa Vista
– Tricampeão na categoria Happy Hour da revista Veja Recife. Também serve almoço, com uma variedade muito grande de pratos feitos.

Papacapim
av. Rui Barbosa, 1397
Graças
– Tapiocaria e creperia com ambiente ao ar livre. Perfeita para ir em noites quentes.

Parraxaxá
av. 17 de Agosto, 807
Casa Forte
– Um ótimo restaurante de comida nordestina no Nordeste. Sem comentários…

Ristorante e Pizzeria Tomaselli La Gondola
r. Conselheiro Portela, 536
Espinheiro
– Escolhida a melhor pizzaria em todos os anos do concurso da revista Veja. Massa fininha, bastante recheio. Italiana de verdade.

Papaya Verde
r. Santo Elias, 409
Espinheiro
– Self-service com ótima variedade. Agrada a todos os gostos.

Read Full Post »

por Camila Verbisck

Enquanto eu tomo coragem para escrever sobre as minhas aventuras gastronômicas no Recife, coloco aqui um post sobre o 1º Bloco Gastrôrecreativo de Carnaval do Mundo, que vai sair na capital pernambucana, no dia 26 de janeiro (pré-Carnaval).

O bloco, que chama Só como na rua, vai se reunir ao meio dia no bar Alfaiate (av. Boa Viagem). As atrações são orquestra de frevo e grupos de samba, sem falar, é claro, dos comes e bebes. O abadá é fantástico, com um avental e um chapeuzinho de gourmet (que eu não sabia, mas chama toque blanche).

Se eu tivesse em Recife, com certeza apareceria por lá!

Mais informações nos telefones (81) 3339-3775 ou 3339-3843 com Marina.

Read Full Post »

03/01/200813h12 

da BBC Brasil

A Grã-Bretanha é o país em que as pessoas são mais ligadas à fast food, seguido de perto pelos Estados Unidos, segundo uma pesquisa em 13 países encomendada pela BBC.

O estudo realizado pela empresa Synovate consultou 9 mil pessoas sobre seus hábitos alimentares, como parte de uma investigação da BBC sobre obesidade no mundo, e encontrou grande variedade de atitude em relação a comida e variação de peso.

Enquanto 45% dos entrevistados na Grã-Bretanha concordaram com a declaração “Eu gosto muito do gosto de fast food para abrir mão dela”, no Brasil este número foi de 29,5%. Nos Estados Unidos, o número foi de 44%.

Os franceses são os que mais se pesam diariamente (12,9%), enquanto no Brasil, 44% disseram subir na balança apenas quando se lembram. Os moradores de Cingapura são os que têm menor tendência a se pesar.

A maioria dos brasileiros entrevistados também disse comer o que quer, quando quer (55,6%), mas 36,1% admitiram ter usado ou estar usando produtos com baixo teor de gordura para controlar ou reduzir o peso e 26,3% já usaram ou estão usando produtos com baixo índice de carboidratos.

Ao todo, 77,7% dos brasileiros disseram monitorar a própria alimentação cuidadosamente e 93,2% disseram que se sentem melhor quando consomem alimentos saudáveis.

Árabes

A pesquisa ainda mostrou algumas variações geográficas.

Os moradores da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos estão entre os principais consumidores de produtos com baixo teor de gordura, substitutivos de refeições (como diet shakes, por exemplo) e suplementos alimentares.

Eles também são os mais interessados em programas de perda de peso, ginástica e equipamentos domésticos para exercícios.

“As pessoas são naturalmente contraditórias e em nenhum outro quesito isso é mais óbvio do que em uma questão importante e delicada como o próprio peso”, disse Steve Garton, da Synovate.

“Os resultados mostram um mundo em que as pessoas não conseguem se negar um hambúrguer, ou uma fatia extra de pizza, mas provavelmente se sentem melhores ao acompanhar tudo isso com um refrigerante dietético.”

A obesidade vem aumentando em todo o mundo, com exceção de algumas regiões da Ásia, e um estudo recente conduzido em 63 países mostrou que entre metade e dois terços dos homens estava obeso ou acima do peso em 2006.

Ainda se debate quais são os riscos exatos para a saúde causados pela obesidade, mas pessoas acima do peso sofrem maior risco de doenças cardíacas, diabetes do tipo 2 e outras doenças, como alguns tipos de câncer.

Read Full Post »

Por Camila Verbisck

Não me julguem mal, mas eu assumo que adoro ficar à toa em casa assistindo Disney Channel. Não é que não superei direito minha infância, é só que eu realmente gosto de alguns dos desenhos, filmes e seriados que passam lá.

Outro dia descobri que desde o fim de dezembro passa dentro do Zapping Zone (de segunda a sexta, às 18h) um seriado chamado Passe o Prato. Ainda não assisti o programa, porque normalmente esse horário eu não estou em casa…

O programa mostra uma atriz que viaja por vários lugares do mundo ensinando receitas de comidinhas típicas saudáveis, que as crianças podem fazer sozinhas.

As receitas estão no site da Disney. A tradução é meio portunhol, mas vale a pena dar uma olhada. 

Read Full Post »

                 brownie

por Claudia Midori

Nenhum bairro foi frequentado tantas vezes por nós como a Vila Madalena ou Vila Madá para alguns amantes do bairro. Acontece que preciso confessar aqui no Comidinhas que amo cada vez mais trabalhar próximo ao bairro.

É claro que tem os contras. Nem sempre gosto de ver a Wisard parada, a Aspicuelta intransitável. Mas, porém, todavia, entretanto, é muito bom sair do serviço e ter várias opções gostosas – Casa Club Hostel Bar, Villa Grano, Lou Lou Creperia, Bar do Sacha, Pira Sanduba, Salve Jorge, Pé de Manga. Mas tem as não muito agradáveis – Astor e Boteco Seu Zé. Tem bar. Tem boteco. Tem botecão. Tem restaurantes para todos os gostos e bolsos.

Tem os docinhos da Deliparis – deliciosos! Os sorvetes gostosos da Cremeria Nestlé… e o brownie divino da Doce de Laura (rua Aspicuelta, 27). Faz umas semanas que passei lá com a Carol e estava com um “desejo” (rs) de comer alguma coisa bemmmm doce.

Não sei como explicar bem o brownie. Ele é molhadinho, mas é crocante, é doce sem ser enjoativo, mas a consistência é um pouco mais pesada, sei lá, vale a pena ir. Quem conhece, pode deixar o comentário e tentar me ajudar a explicar.

                    Doce de Laura

Doce de Laura
Rua Aspicuelta, 27
Aberto das 10h às 19h
Tel.: 3811-9669

Read Full Post »

Entre os bons pratos provados ao longo do ano, descobrimos uma surpresa astrológica: o ‘sistema solar’

publicado no jornal O Estado de S.Paulo

Sobremesa Sistema Solar
Divulgação/Sobremesa Sistema Solar

SÃO PAULO – Eles costumam anotar suas vontades nas cadernetas, nas agendas, nos guias de viagem, em guardanapos, em post-its de diversos tamanhos e, principalmente, na cabeça – a memória de gourmets e cozinheiros é invejável na hora de armazenar dados sobre pratos, receitas e restaurantes. Mas, na versão deste ano das recordações e resoluções gastronômicas do Paladar, uma das histórias apareceu escrita nas estrelas: ainda que não tenha conseguido realizar todas as promessas do ano passado, o livreiro Manuel Dias Teixeira pousou a boca em Marte, explorou Netuno e Saturno e ainda viu um eclipse a olho nu. Numa viagem evidentemente predestinada, ele pôde provar todo o ”sistema solar”, uma sobremesa criada pela chef catalã Carme Ruscalleda à imagem e semelhança do original, mas explorável mesmo sem telescópios ou naves espaciais. O prato do restaurante Sant Pau, que fica perto de Barcelona, é composto por oito planetas, o Sol e a Lua (Plutão foi rebaixado também nos estudos meramente gustativos) e recebe, na seqüência, o complemento de ”corpos celestes” feitos de chá preto e laranja, cacau 72% ou manjar branco. Está criada a mais apetitosa categoria das previsões de fim de ano: (g)astronomia.

A previsão da chef
O que os astros prevêem para a autora da receita do “sistema solar”? Carme Ruscalleda já teve um ano glorioso: em novembro, somou duas novas estrelas do Guia Michelin, por seu restaurante em Tóquio, às três que já tinha na matriz do Sant Pau, na Catalunha (00-34-93-760 0662). Ela própria se arrisca a fazer previsões, em conversa com Rosa Moraes, diretora do Centro Gastronômico da Universidade Anhembi Morumbi:

“Eu acho que em 2008 vai se consolidar a tendência de os chefs se voltarem cada vez mais para a natureza, se preocuparem com o lugar de onde vêm os produtos. Eu trabalho muito com pescados e por isso me preocupo bastante com o mar, com a preservação, com a limpeza das águas.”

Sistema Solar

Sol – A versão doce do grande astro é recheada de creme de açafrão picante, que escorre como gema de ovo.

Júpiter – Na mitologia grega é Zeus, o Deus dos Deuses. Aqui é um planeta feito de pêra e ”parece um petit-four molhadinho”, diz o livreiro Manuel Dias Teixeira.

Vênus – A sedutora deusa do amor e da beleza é delicada como uma geléia, uma goma de framboesa.

Saturno – Deus da agricultura e da musse de café com anéis de caramelo, ”como brigadeiro no fundo da panela”.

Terra – Você sabia que vive em um planeta feito à base de chocolate e beterraba cremosa por dentro?

Lua – O pequeno satélite da Terra é representado por uma plaquinha de coco.

Urano – É o mais antigo deus dos céus. Lembra um delicado camafeu.

Marte – Também conhecido como planeta vermelho, aqui ganha outra tonalidade. O deus da guerra é um doce crocante feito de arroz com chocolate.

Netuno – Deus do mar e o oitavo planeta a partir do sol. No prato, vem como gelatina de curaçau.

Mercúrio – O mais próximo do sol, move-se rapidamente no espaço. Na boca, explode ”como uma bala de licor que limpa a boca com absinto”. Deve ser o último planeta saboreado, antes da chegada do outro prato.

Read Full Post »

Prato de R$ 18 revela pedra que pode valer milhares de dólares, segundo especialista

Associated Press

LAKE WORTH, EUA – Um casal da Flórida estava degustando um prato de ostras quando fez uma descoberta surpreendente: uma rara pérola roxa.

George e Leslie Brock estavam aproveitando a paria na sexta-feira e pararam no Dave’s Last Resort & Raw Bar. George já estava na metade do prato quando deu com os dentes em um objeto rígido – uma pérola.Um especialista disse que a descoberta pode valer milhares de dólares. “Poucas (pérolas) são redondas, e poucas têm uma cor tão linda, então esta é rara”, afirmou a perita em pedras preciosas  Antoinette Matlins.

As pérolas roxas encontradas nos EUA são mais comuns em grandes ostras da Nova Inglaterra, conhecidas pela forte coloração do interior de suas conchas. As ostras do prato de Brock – que custou o equivalente a R$ 18 – vieram mais do sul, da Flórida.

O casal pretende avaliar a pérola e, se ela realmente for valiosa, vendê-la.

Read Full Post »