Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 17 de Outubro, 2007

            Sorvete de durian

por Claudia Midori

Adoro sorvete de flocos da Kibon. Por que da Kibon? Não é frescura! O sorvete de flocos só tem graça se tiver um creme branquinho e cremoso com pedaços de chocolate – de preferência pedaços grandes. O  sorvete de flocos da Nestlé tem chocolate ralado, quase que granulados. Quando não quero sorvete de massa, escolho o Tablito, também da Kibon.

A Camila também gosta de sorvete. Liguei pra ela porque não sei qual o sabor que mais gosta… brigadeiro. (Juro que eu achava que era de qualquer outra coisa, menos de brigadeiro!)

Outra fã de sorvete declarada é a Jaci, que escolheu o sorvete como sua sobremesa favorita. Na verdade, sua comida favorita. Bom, não viveria só de sorvete como gosto de arroz e feijão, mas gosto é gosto!

Todo esse lero lero foi para eu comentar de uma sorveteria MARAVILHOSA que fui em Macau. Maravilhosa por causa do sorvete de flocos? Não! Tinha sorvete de vários sabores, menos o de flocos, rs! Como estava num lugar diferente, novo, resolvi entrar na onda e experimentar um sorvetinho diferente. Entre as opções: Yakult (isso mesmo!), Durian (a fruta mais fedida do mundo, proibida até em Cingapura de se comer ao ar livre), kiwi, manga, ponkan (é assim que escreve?), pêssego, ameixa, iogurte, banana, limão e outras opções que não lembro o nome!

Escolhi Yakult e Durian. Yakult tem gosto de Yakult mesmo, só que cremoso. Agora a durian… isso não saberei explicar, a fruta parece uma jaca, mas o gosto é muito bom! Pena que não tenha sorvete de sabores mais exóticos (ou diferentes) aqui em São Paulo – não conheço nenhum, se alguém souber… avisa a gente!

Mais fotos

Lemon Cello Gelato
Travessa 11, Macau
Tel.: 28331570 (não sei o código de lá)
http://www.lemoncello.com

Read Full Post »

                    Hummm 

por Claudia Midori

A 103 km da capital paulista, um verdadeiro paraíso atrai turistas que vão para Cabreúva ou Itu, as cidades mais próximas da Fazenda do Chocolate. Escondida na estrada Parque, que liga Itu a Cabreúva, a fazenda tem loja de artesanato, brinquedos educativos, lembrancinhas, biscoitos e, claro, chocolates!!!! Muito chocolate, chocolate para todos os gostos! Faz uns três anos que conheci a “fazendinha”, sempre que vou para Cabreúva aproveito para saborear os doces.

No feriadão fui para Cabreúva com meu namorado e a Rê, que ainda não conhecia o lugar. Tenho certeza que ela vai querer voltar!

Enfim, experimentamos (eu e a Regina) as tortinhas. Escolhi a de chocolate branco e meio amargo, a Rê preferiu a de frutas. Cada uma custa R$ 3. Meu namorado preferiu mousse de chocolate (R$ 3) e espetinho de morango com chocolate (acho que era R$ 4,50). Vale a pena pedir algumas e levar pra comer em casa com mais calma e sentada. Não há muitos lugares para sentar e descansar na fazendinha, a não ser pelo espaço que vende salgados gigantes e pamonha.

              Lojinha de chocolate

Fazenda do Chocolate
Rodovia Itu-Cabreúva, km 90
www.fazendadochocolate.com.br

Read Full Post »

por Claudia Midori

Com o objetivo de mostrar diferentes cortes e receitas com fruto do mar, a chef Monica Sky ensina alguns pratos com frutos do mar – ceviche de vieiras com toque tropical, filé de linguado em crosta de quinua e camarão cantonês são algumas das delícias que serão preparadas durante a aula, que será realizada dia 23 de outubro, das 19h30 às 22h.

Read Full Post »

do site Fator Brasil 

Inscrições para a Etapa Pernambuco, que abre a segunda edição da Copa Brasileira de Pizzarias, vão até o dia 25 de outubro. Podem participar estabelecimentos dos Estados de Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe

A Fispal – principal promotora brasileira de feiras voltadas para a cadeia produtiva de alimentos e bebidas – realiza entre os dias 6 e 9 de novembro, na Fispal Nordeste, a primeira etapa eliminatória da II Copa Brasileira de Pizzarias. A competição deverá reunir no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda (PE), 24 pizzaiolos que terão a oportunidade de mostrar todo seu talento na produção deste prato cada vez mais consumido pelo brasileiro.

Já confirmaram presença as pizzarias Cipó Nativo, Famiglia Lucco, La Capannina, Papacapim e Speciale Pizzas Artesanais, do Recife (PE); Euforia Pizza Bar e Bodega e Pizza, de Jaboatão dos Guararapes (PE); Blues Bar Comedoria e Pizzaria, de Olinda (PE); Pizza Mina, de Campina Grande (PB), Santorégano Pizza a Lenha, de Maceió (AL) e Pizzaria Mega Massa, de Aracajú (SE). As inscrições para esta etapa vão até o dia 25 de outubro. Podem participar pizzarias dos Estados de Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Com o patrocínio nacional do Grupo Ocrim (fabricante da farinha Mirella Pizza), da cerveja Nova Schin, e o apoio local do distribuidor KarneKeijo, a Etapa Pernambuco abre o calendário da competição que contará nesta segunda edição com 10 eliminatórias, realizadas em grandes centros consumidores de pizza no País. Ainda este ano serão promovidas mais duas eliminatórias: no dia 26 de novembro, em Belo Horizonte (MG); e no dia 10 de dezembro, em Manaus (AM).

O diretor da Fispal, Marco Mastrandonakis, destaca que o objetivo desta iniciativa é estimular o talento de pizzaiolos, bem como promover o intercâmbio de informações e negócios entre a indústria alimentícia e os operadores de pizzarias da Região Nordeste.

Para compor o júri foram convidadas personalidades da gastronomia local, jornalistas e representantes da indústria. Eles avaliarão quesitos como a apresentação pessoal do candidato; a organização da mesa de trabalho; a agilidade do pizzaiolo; a abertura da massa; o aspecto final da pizza; a criatividade; o corte, o aroma e o sabor.

Como na primeira edição, a Copa Brasileira de Pizzarias segue sob a coordenação do mestre pizzaiolo Ronaldo Ayres, há 20 anos à frente da consultoria Senhor Pizza. Segundo Ayres, o evento contribui para mostrar às empresas fornecedoras de insumos a grande oportunidade de mercado que existe no segmento de pizzarias.

Final – As três primeiras colocadas em cada etapa classificam-se para participar das semifinais e da final que acontecem na Fispal Food Service 2008, feira voltada para o setor da alimentação fora do lar, entre os dias 23 e 26 de junho de 2008, no Expo Center Norte, em São Paulo. A competição irá eleger a Melhor Pizza e a Melhor Pizzaria Brasileira.

As pizzarias selecionadas se apresentarão em área especialmente projetada dentro da feira e equipada com modernos acessórios, garantindo aos competidores a chance de mostrar talento e técnica no preparo do prato. O tema será livre, podendo o participante escolher o sabor da sua preferência para apresentar. O pizzaiolo vencedor da II Copa Brasileira de Pizzarias ganhará uma viagem para a Itália, com acompanhante.

A primeira edição da Copa, encerrada no último mês de junho, na Fispal Food Service, em São Paulo, elegeu a Camelo Pizzaria, da capital paulista, representada pelo pizzaiolo Antônio Macedo, 40 anos de profissão, como a grande vencedora. A segunda colocada foi a Torre de Pizza, de Lauro de Freitas (BA), representada pelo pizzaiolo José Paulo do Nascimento Filho, e, em terceiro, ficou a Cantina Di Mônaco, da cidade de Leme (SP), representada pelo pizzaiolo Faustino Barbosa da Silva.

II Copa Brasileira de Pizzarias – Etapa Pernambuco, de 6 a 9 de novembro de 2007, a partir das 18h, no Centro de Convenções de Pernambuco, Complexo Viário Vice-Governador Barreto Guimarães, S/N – Olinda (PE). Informações e inscrições: Tel.: (11) 3234-7725| E-mail: pizza@fispal.com

Final:Fispal Food Service 2008- 24ª Feira Internacional de Produtos e Serviços para Alimentação Fora do Lar, de23 a 26 de Junho, das das 13h às 21h, no Expo Center Norte – São Paulo (SP).

Read Full Post »

do site Fator Brasil 

O Festival Gastronômico Chileno será realizado nos dias 24, 25, 26 e 27 de outubro a partir das 20h, no restaurante Las Palmas do Hotel Gran Melia Mofarrej, Alameda Santos, 1437 – Cerqueira César – S. Paulo.

As delícias gastronômicas propostas pelo Chef chileno, Jordan Barrera (Melia Patagonia – Puerto Varas), serão acompanhadas por vinhos Concha y Toro, Tamaya, Santa Carolina e Viu Manent, assim como por um bom Pisco Sour Capel, para fazer deste evento algo memorável.

O Festival será inaugurado pelas autoridades chilenas no Brasil e pelo Diretor de Operações do Meliá para América Latina, Sr. Jaime Valdes, no dia 23 de outubro às 19h30. Apoiam este Festival a Oficina Comercial do Chile no Brasil – ProChile, Embaixada do Chile no Brasil, Concha y Toro (Importador: Expand), Casa Tamaya (Importador: Del Maipo), Santa Carolina (Importador: Casa Flora), Viu Manent (Importador: Hannover), Pisco Capel (Importador: Best Wine) e Nordsee.

Festival Gastronômico do Chile, de 24 a 27 de outubro de 2007 (a partir das 20h), Restaurante Las Palmas – Gran Meliá Mofarrej, Alameda Santos, 1.437 – Cerqueira César – S. Paulo (SP).

Chef Convidado: Jordan Barrera – Meliá Patagônia (Puerto Varas – Chile). | Reservas: (11) 3146-5900 ramal 3155 com Luciana | Buffet do Chef – R$ 78,00 por pessoa (não inclui bebidas)

Read Full Post »

Pensamento do dia

“Corra sempre atrás do seu sonho,

..

….

E se tiver acabado numa padaria, procure em outra”

(sabias palavras do meu colega de classe)

Read Full Post »

17/10/2007

FLAVIA PEGORIN
Colaboração para a Folha

O quitute jaz guardado no armário desde novembro de 2005. Seu prazo de validade expirou 18 meses depois, tempo comum para alimentos secos, que podem ficar fora da geladeira. Pois aquela delícia vencida parece estar ainda consumível –afinal, ora essa, o que são 30 dias para quem permaneceu lacrado por tanto tempo? Bem, os especialistas em engenharia da alimentação afirmam que ninguém deverá morrer ao comer o tal artigo. Mas suas características originais, essas terão morrido há tempos.

SXC
Presença de água e de gordura é fator decisivo para estabelecer prazo de validade
Presença de água e de gordura é fator decisivo para estabelecer prazo de validade

O prazo de validade dos alimentos deve ser impresso obrigatoriamente nas embalagens dos produtos de acordo com a regulamentação do Ministério da Saúde e a Secretaria de Vigilância Sanitária (que fiscaliza o setor). Esse período é definido por uma estimativa de tempo, verificada por testes chamados “vida de prateleira”, elaborados pelo próprio fabricante com uma grande quantidade de amostras de cada matéria-prima. Apenas os produtos hortícolas frescos sem processamento estão dispensados da apresentação de prazo de validade como informação obrigatória –mas aí ainda existe a necessidade de exibir a data em que o legume, a fruta ou a hortaliça foram embalados.

Muitas pessoas conferem o prazo de validade dos produtos ao fazer a compra, mas muitas vezes acabam utilizando o artigo mesmo com alguns dias de vencimento. Nesse caso, vale saber mais sobre alguns pontos.

Segundo a engenheira de alimentos Eliana Relvas, consultora que presta serviços para grandes supermercados e redes de alimento, um produto até pode estar adequado para consumo mesmo quando ultrapassado seu prazo de validade. “O problema é que, após o tempo determinado pelo rótulo, qualquer alimento começa a perder suas características originais, sabor, cor e odor. E a pessoa estará consumindo algo com qualidade inferior à de quando fez a compra”, diz.

O prazo de validade das embalagens é também uma questão de garantia. Isso porque, caso o alimento se estrague dentro do período em que deveria estar seguro, o consumidor tem o direito de reclamar junto ao serviço de atendimento do fabricante. Usando o produto já fora da data especificada como boa para utilização, a reivindicação perde a justificativa.

Eliana Relvas dá dicas para que o consumidor não se perca e deixe os produtos perderem a validade. “É melhor adquirir embalagens menores, que serão usadas mais rapidamente, e fazer compras a cada 15 dias, e não mensalmente”, afirma. E é importante saber que artigos como farináceos, grãos, pós ou café são mesmo mais resistentes ao tempo, mas também possuem validade.

Algumas sacas de café, por exemplo, ficam até 20 anos estocadas nos armazéns do Governo Federal. Não estragam, mas o produto acaba precisando ser misturado a outros, mais novos, para ganhar qualidade. Ao torrar e provar esse tipo de café, os degustadores profissionais nem o classificam porque consideram que suas características originais se perderam por completo.

Estocar os alimentos de forma correta ajuda o prazo de validade a permanecer seguro. Perecíveis devem ir direto à geladeira, enquanto os produtos com menor quantidade de água e gordura na composição (pois são esses teores, principalmente, que aceleram a deterioração) podem ser mantidos no armário, em suas próprias embalagens ou dentro de potes herméticos.

Read Full Post »

Older Posts »