Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 3 de Outubro, 2007

Comida brasuca em Macau

por Claudia Midori

Engana-se quem acha que irá encontrar alguém que fale português em Macau. Talvez você encontre um brasileiro, talvez um angolano, quem sabe algum português… Coloquei o link do Guia da cidade e reparei que tem uma lista com quatro restaurantes de “comida brasileira”, pena que eu não tenha levado a lista quando viajei.

Os restaurantes são:

Fogo Samba
The Veneian Macao Resort Hotel – loja  2412

Churrascão Brazilian
Travessa Nova Taipa Garden, bloco 27

Boi na Brasa
Rua de Paris, 188

Yes Brazil Restaurant
Travessa da Fortuna, 6A

Read Full Post »

Singing Bean Coffee

          Singing

por Claudia Midori

Faz quase um mês que voltei de Hong Kong, mas vou escrever aos poucos sobre os lugares que fui. Alguns não sei se vou lembrar o endereço, infelizmente. Em Macau, almocei no Singing Bean Coffe. O lugar é super aconchegante, comidinha gostosa, além de ter um cheiro de café muitooo bom, claro! Lembro que perguntei dos cafés ditos “brasileiros”, mas estava escrito “basileiros” no menu. Bom, acabei não provando café, só fiquei na macarronada com um suquinho básico. A foto da macarronada está no flick.

Mais informações sobre restaurantes em Macau,veja o Guia da cidade.

Singing Bean Coffee
Largo do Senado, 11
Macau

Read Full Post »

Capim Santo

por Claudia Midori

Tem lugares que a gente conhece e pensa quando poderemos voltar. Foi assim quando saí do Capim Santo, que conheci graças ao bom gosto da Denise (muito obrigada!).

Depois de algumas comidinhas estranhas que a gente experimentou em Hong Kong, foi um alívio a comidinha MARAVILHOSA do Capim Santo! O restaurante fica a dois quarteirões da Avenida Paulista, na Alameda Ministro Rocha Azevedo. Difícil acreditar na paz que é o restaurante que fica tão próximo do agito da Paulista.

Pois é, além da comida deliciosa, o lugar é cercado de pitangueiras, coqueiros, jabuticabeiras e figueira, sem falar dos banquinhos de madeira fofo e o espelho d´água.

Das comidinhas, adorei um espetinho de salmão com abobrinha, as saladas, as massas, é melhor conhecer o lugar sem lembrar da dieta… comer com vontade mesmo! Para terminar, peça um café e aprecie três colherinhas fofas de brigadeiro – o tradicional, de castanha e capim santo, o mais gostoso!!! Pena que eu não tenha pedido o café. Denise, bem que você podia ter avisado do brigadeiro antes…rs

*Pena que eu tenha esquecido a câmera para tirar umas fotinhos…

Capim Santo
Alameda Ministro Rocha Azevedo, 471, Jardins
Tel.: 3068-8486
www.capimsanto.com.br

Read Full Post »

Mais uma curiosidade do blog Bolo & Brigadeiro

A tradição de servir bolos em casamentos remonta à Roma antiga. Era costume, nas famílias mais abastadas, preparar uma massa com ingredientes especiais, tradicionalmente usados como oferenda aos deuses, como frutas secas, nozes e mel. Este doce não era para ser consumido, mas os convidados o amassavam por cima da cabeça da noiva, tal como se faz hoje com arroz na saída da igreja. Desejava-se que os deuses trouxessem prosperidade, sorte e fertilidade.

Read Full Post »

Comecei a pesquisa com capim santo e fui parar no blog da Otavia Paiva Sommavilla, achei fofo. Aproveito para colocar uma curiosidade sobre o pão de ló que li no blog dela.

A mais importante e popular receita de bolo (pelo menos no Brasil) surgiu em Portugal. O termo “Ló”, na opinião da maioria dos autores, se refere a “lot”, um tecido muito fino e leve, como a massa.

Trazido para o Brasil há séculos, manteve a receita original, já que não foi possível adaptar o preparo ao uso da farinha de mandioca fresca, o que era muito comum com os bolos do século XVIII e XIX. Assim, sendo preparado com farinha de trigo, durante muito tempo escassa no país, ficou restrito a ocasiões especiais. A receita leva ainda açúcar e ovos, muitos ovos…

Tradicionalmente, era consumido puro, ou torrado, muitas vezes acompanhado de vinho do Porto. Hoje, faz sucesso em camadas, muito bem recheado.

Existem inúmeras receitas, e, embora tenha lido que isto é sinônimo da qualidade da massa, sempre achei frustrante ver meu bolo encolher e afundar ao sair do forno. Por este motivo, “adotei” uma receita aprendida em um curso, há alguns anos, que é espetacular! Talvez nem seja de um pão-de-ló muito fiel , já que leva óleo e água, mas é perfeita!

Ingredientes:
6 ovos
2 xícaras de açúcar
3 xícaras de farinha de trigo
1 xícara de água
4 colheres de sopa de óleo (de soja ou milho)
1 colher de sopa de fermento em pó

Modo de Preparo:
Peneire a farinha de trigo com o fermento, e misture o óleo à água. Pré-aqueça o forno a 180°C.

Bata os ovos inteiros com o açúcar, até que fique muito claro, quase branco, e com bastante volume. (use uma batedeira e bata por 7 a 10 minutos)

Abaixe a velocidade da batedeira para o mínimo, e despeje a água com o óleo. Desligue a batedeira, e com o auxílio de uma espátula ou do fouet, misture aos poucos a farinha, com cuidado para não perder o volume. Coloque em uma forma untada e enfarinhada, (25 centímetros de diâmetro, por exemplo) e leve ao forno até que esteja dourado e um palito, espetado no centro do bolo, saia limpo.

Espere esfriar pelo menos 10 minutos antes de desenformar.

Read Full Post »