Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 19 de Agosto, 2007

Por Camila Verbisck 

O primeiro fast food no Brasil surgiu no Rio de Janeiro e há controvérsias se foi uma rede de lojas de sorvetes chamada Falkenburg, que vendia exclusivamente sorvetes de baunilha ou se foi o Bob’s, que lançou o hot-dog, o hambúrguer, o milk-shake (que ainda não devia ser o de ovomaltine!) e o sundae. Isso aconteceu no comecinho da década de 50, quando o Rio ainda era a capital federal.

A rede-monopólio MacDonald’s só chegou por aqui em 1979, em São Paulo. Hoje, o Brasil é o oitavo mercado da rede, com 1.146 pontos de venda sendo 544 restaurantes, 602 quiosques e 49 unidades de McCafé, empregando 34.000 pessoas, segundo dados de 2005.

Eu, que nasci em 1982, vi o primeiro MacDonald’s se instalando em São Bernardo do Campo. Naquela época as coisas demoravam tanto! Lembro que ir lá era motivo de festa, de tão caro que era! A alegria de ir ao MacDonald’s era tanta que na minha formatura da pré-escola, em vez de fazer festinha para os pais, minha turminha decidiu comemorar no restaurante.

Hoje fast food é sinônimo de lucro. É só analisar, já viu shopping que dá certo e não tem MacDonald’s ou pelo menos um quiosque de sorvetes da rede na praça de alimentação? É bancarrota na certa…

Ontem eu almocei no Burger King, o último exemplar dos péssimos hábitos alimentares americanos que chegou ao Brasil. E vi que é isso mesmo, prefiro muito mais o BK ao MacD… Não sei se é porque tem menos gosto de industrializado, se é o gostinho de churrasco do hambúrguer, se é porque tem tomate e alface de verdade, se é porque o atendimento é mais espontâneo…

Só tenho certeza de que comer no MacD é vício, raramente alguém come lá e fala, com convicção: “Eu acho o MacDonald’s a melhor comida do mundo!”

É igual tomar Coca-Cola, ninguém toma porque gosta, mas isso é assunto para outro post.

Anúncios

Read Full Post »