Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 2 de Maio, 2007

                                         delafeepure_comidinhas3.jpg 

 

 

 

Vamos esquecer que ele engorda e dá espinhas. Chocolate é chocolate. Chocolate não é doce é chocolate!!! Chocolate não alimenta o corpo, alimenta a alma, o amor ou a falta dele. Todo mundo gosta dele e quem não gosta parece estranho ou traumatizado. Toda criança (ou não) adora chocolate, precisa dele quando brinca, quando comemora, quando adoece ou fica triste.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parece que o chocolate foi feito para as crianças e as mulheres, talvez porque as mulheres são meio crianças a vida toda, são sensíveis como eles, temperamentais; nunca se sabe o que estão sentido ou pensando, falam demais ou não falam, ouvem tudo, olham tudo. Não que os homens não gostem ou não comam chocolate, mas é diferente com os homens. Eles tem uma relação diferente com os afetos, com as palavras, com o mundo, são homens!

Deixando de lado a parte química das reações e o chocolate faz uma grande reação, ele é uns dos grandes amigos do prazer. Serve para todas as ocasiões e finalidades: se está triste ou alegre, saudável ou doente, acompanhado ou principalmente sozinho, tranqüilo ou fundamentalmente ansioso, com fome, sem fome, para dar de presente ou quando não se sabe o que dar de presente, para fazer carinho ou pedir desculpas, para acalmar o choro ou fazer chorar.

Feito de todos os jeitos, todos os recheios e formatos, cada personalidade escolhe seu chocolate: ao leite para as crianças, meio amargo para os meio sérios, amargo para os carrancudos, com licor para os também adoram bebidas e disfarçam, branco para os que não assumem que gostam dele e com flocos de ouro 24 quilates para os elegantes, como o da empresa suíça DeLafée.

 

 

(Claudia Midori)

Anúncios

Read Full Post »